Festival de arte independente dá visibilidade à cena autoral

Feito por moradores da Baixada, o evento reúne cantores e poetisas em live amanhã, às 18h, no YouTube

Por O Dia

Banner de divulgação do Festival Segue o Som destaca os organizadores do evento: Vinícius Henrique, músico e poeta de Nova Iguaçu, e Vinni Rodrigues, produtor de Nilópolis
Banner de divulgação do Festival Segue o Som destaca os organizadores do evento: Vinícius Henrique, músico e poeta de Nova Iguaçu, e Vinni Rodrigues, produtor de Nilópolis -

Nem mesmo a pandemia da covid-19 foi capaz de atrapalhar os projetos da dupla Vinícius Henrique, poeta e músico de Nova Iguaçu, e Vinni Rodrigues, editor e designer da Vinni Produtora Cultural, de Nilópolis. Responsáveis pela criação do Festival Segue o Som, os artistas driblaram as dificuldades do isolamento social e colocam no ar, a partir das 18h de amanhã, a segunda edição do evento, que terá transmissão pelo YouTube (@festivalsegueosom). Durante quatro horas, cerca de 40 artistas (25 cantores e 15 poetisas) se revezam em apresentações ao vivo pela internet.

Considerado uma das maiores atrações da cena independente do Brasil, o Festival Segue o Som, que conta com o apoio do Sarau Prata, Prosa e Poesia, também terá a participação de artistas angolanos. Segundo Vinícius Henrique, de 31 anos, a ideia de criar o evento surgiu após as lives virarem moda na pandemia.

"O Segue o Som veio à tona quando a gente percebeu que precisávamos nos movimentar para trabalhar, já que, de uma hora para outra, tudo foi interrompido. Vendo muitas transmissões virtuais de artistas, acabei tendo a ideia de juntar a galera da música com a qual tenho contato, principalmente da Baixada, em uma única transmissão. Em menos de um mês, produzimos a primeira edição (em junho) com mais de 30 artistas. Foi um sucesso!", conta.

Organizado sem fins lucrativos, o evento pretende, segundo Vinícius, conhecer novos artistas da Baixada e de outras regiões periféricas. "O formato do festival é uma espécie de maratona musical, com vários artistas se apresentando e os mediadores interagindo com o público. A live é sempre fragmentada em blocos, com intervalos", esclarece.

Além da participação de artistas da Angola, outra novidade da segunda edição do Segue o Som é a presença de 15 poetisas, que recitarão versos autorais. "Conseguimos juntar artistas de todos os lugares do Brasil (Baixada, São Paulo, Minas Gerais) e até angolanos, com os quais consegui contato por meio de um grupo no whatsApp do qual participo".

REDE DE CONTATOS

Uma das participantes do festival, a cantora Bruna Antunes, de 34 anos, se diz honrada em participar do evento, e promete bater recordes de audiência no YouTube: "Tenho muita gratidão em participar. Sinto-me honrada em estar ao lado de tanta gente boa. É bom ver pessoas novas e independentes unidas neste festival, um celeiro de feras. Além disso, é uma forma de termos visibilidade".

Moradora de Magé, na Baixada, Bruna Antunes conta que pretende ampliar a rede de contatos no evento. "Apesar de estar na estrada há algum tempo, peguei firme nesse ramo de cantora apenas em 2015, com muita vontade de dar certo. Criar laços com pessoas da área também é meu desejo, por isso estou participando do festival". 

Galeria de Fotos

Banner de divulgação do Festival Segue o Som destaca os organizadores do evento: Vinícius Henrique, músico e poeta de Nova Iguaçu, e Vinni Rodrigues, produtor de Nilópolis Divulgação
Confirmação da participação da artista Bruna Arantes no evento musical Divulgação
Vinni Rodrigues, também idealizador do projeto Divulgação
Vinícius Henrique, um dos produtores e realizadores do Festival Segue o Som Divulgação
Cantora Bruna Antunes tocando violão durante apresentação Divulgação
Festival Segue o Som será neste sábado, com organização e produção de artistas da Baixada Reprodução
Um dos idealizadores do festival, Vinni Rodrigues comanda a Vinni Produtora Cultural, em Nilópolis Reprodução
Michelle Lopes, de 40 anos, é cantora e fará participação no festival Reorodução
Marina Elis, de apenas 7 anos, fez apresentações na primeira edição Reorodução
A cantora Bruna Antunes toca violão durante um de seus shows Divulgação
Cantora Bruna Antunes tocando violão durante apresentação Divulgação

Comentários