Por

Cazuza foi um dos ícones do Rock Brasil na década de 1980. Com carreira curta mas fértil, o cantor e compositor estreou no Barão Vermelho e lançou três discos Barão Vermelho (1982), Barão Vermelho 2 (1983) e Maior Abandonado (1984). Após deixar a banda, gravou outros cinco álbuns Exagerado (1985), Só Se For a Dois (1987), Ideologia (1988), O Tempo Não Para (1988) e Burguesia (1989). Escreveu clássicos como 'Bilhetinho Azul', 'Todo Amor que Houver Nessa Vida', 'Largado no Mundo', 'Bete Balanço', 'Mal Nenhum', 'Ritual' 'Ideologia', 'Brasil', 'O Tempo Não Para' e 'Burguesia'. O artista faleceu aos 32 anos, em 1990.

Você pode gostar
Comentários