Eles não desistem de voltar ao poder

Ex-prefeitos da Baixada Fluminense querem exercer novamente o cargo do Poder Executivo

Por aline.cavalcante

Como diz o ditado que quem conhece confia. Por aqui esta afirmação será testada. Depois de se afastarem do cargo de prefeito, políticos da região estão tentando voltar ao cargo: Farid Abrão (PTB), em Nilópolis; André Ceciliano (PT), em Japeri; Alcides Rolim (PSDB), em Belford Roxo; Washington Reis (PMDB) e Zito (PP), em Caxias, e Artur Messias (PT), em Mesquita.

De 2001 a 2008, Farid foi prefeito de Nilópolis e, segundo ele, o clamor popular foi o que o fez voltar a se candidatar. “Nilópolis realmente está muito abandonada. Hoje encontro uma cidade completamente diferente daquela que deixei. Em minha gestão as coisas funcionavam”, garante.

Em sua passagem como prefeito, Farid enfrentou acusações de improbidade por uso indevido de verbas, mas afirmou que este assunto foi resolvido e que não há nenhuma irregularidade. Sua gestão, segundo ele, priorizará a segurança e a saúde.

Mesquita tem de volta na corrida pela cadeira de prefeito Artur Messias. Ele exerceu dois mandatos na cidade. De 2005 a 2012. “Vamos fazer Mesquita desenvolver. Hoje vejo o retrocesso na cidade.”

Sobre a administração do atual prefeito, ele faz críticas. “Gelsinho não cuidou da responsabilidade fiscal e da prestação de serviços, a cidade está um caos. Servidores e prestadores de serviços não recebem, há um descrédito em relação à cidade”, alfineta.

Artur diz que elaborou um projeto para 17 bairros da cidade, envolvendo saúde, educação, desenvolvimento econômico e mobilidade.

Alcides Rolim foi candidato à Prefeitura de Belford Roxo em 2008 e venceu a disputa com 66% dos votos. Em 2012, tentou a reeleição, porém ficou em terceiro lugar. Desta vez, Rolim conta com os trabalhos desenvolvidos durante o seu primeiro mandato para se eleger: a construção da prefeitura, de postos de saúde e obras realizadas em diversos bairros. Destacou que sempre pagou em dia aos funcionários, que hoje estão com salários atrasados.

Já Zito, prefeito por três mandatos em Caxias, tem algumas polêmicas pela frente. Ele é um dos políticos citados em uma lista entregue à Justiça pela construtora Odebrecht, no início deste ano. “Não sei qual a razão de meu nome estar nesta lista. Não conheço esta empresa nem ninguém ligado a ela. Estou tranquilo quanto a isso, quem não deve não teme”, afirma.

Se for eleito, Zito disse que educação será sua prioridade e que fará com que as vilas olímpicas chegue a todos os distritos.

André Ceciliano foi prefeito em Paracambi de 2001 a 2008 e agora é candidato à prefeitura de Japeri.  "Em 2007 transferi para cá o meu domicílio eleitoral. Japeri tem mais de 100 mil habitantes, tem a pior saúde pública entre os municípios do estado do Rio. Sei que posso transformar para melhor esta cidade".

Como proposta de sua campanha, Ceciliano quer transformar a Policlínica em um hospital de emergência 24 horas e ampliar o número de clínicas da família. "Vamos trabalhar porque a cidade tem um potencial imenso para crescer e melhorar saúde, educação e dar oportunidades para a juventude".

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia