Marluse Gomes da Silva tem 54 anos de idade e é técnica de enfermagem da rede municipal de Saúde desde 1991 - Divulgação
Marluse Gomes da Silva tem 54 anos de idade e é técnica de enfermagem da rede municipal de Saúde desde 1991Divulgação
Por Irma Lasmar
SÃO GONÇALENSE - Primeira gonçalense a ser amanhã (20) vacinada contra o novo coronavírus, Marluse Gomes da Silva tem 54 anos de idade, é técnica de enfermagem da rede municipal de Saúde desde 1991. Há quase três décadas atuando pela saúde da população de São Gonçalo, Marluse entra para a história da cidade nesta quarta-feira, representando a esperança de toda a população, que aguarda o momento de também ser imunizada. "É um momento histórico não só para a cidade, mas também para mim. Vou guardar isso comigo para sempre", comemora.
Moradora do bairro Galo Branco, ela atualmente trabalha em escala fixa, de 24 horas por semana, no Hospital Municipal Doutor Luiz Palmier, no bairro Zé Garoto, e também na rede particular. Ela falou sobre a importância de um funcionário da área da saúde ser priorizado neste início de vacinação. "É de uma importância muito grande, porque diretamente lidamos com os pacientes. Apesar de estarmos todos protegidos, com os EPIs (equipamentos de proteção individual), sempre há risco de transmissão", acredita.
Publicidade
Com a vacinação prestes a ser iniciada em São Gonçalo, Marluse dá seu recado para aqueles que ainda estão com medo de receber a imunização. "Quero mostrar às pessoas que a gente não precisa ter medo, que temos que ter coragem para tudo. Tenho certeza de que a mão de Deus está sobre isso e vai dar certo. Vamos conseguir salvar muitas vidas", comenta a profissional que perdeu colegas de trabalho vítimas das complicações provocadas pela Covid-19. Ela relatou ainda que orientou seus familiares a manter distanciamento social.
Após longo tempo de serviços prestados à cidade, o amor pelo trabalho de salvar vidas segue forte com Marluse, que iniciou sua carreira no Pronto Socorro Central de São Gonçalo. "Eu amo trabalhar no Hospital Luiz Palmier. É muito gratificante quando chega uma pessoa debilitada e você acompanha de perto toda a evolução até a cura", diz, orgulhosa. Ela agora vive momentos de fama, mas reforça o simbolismo da primeira dose aplicada como uma "injeção de ânimo", após momentos de medos e incertezas. "Tive muito medo de que minhas irmãs, uma com 65 anos e outra que já teve câncer, pegassem o vírus”, revela.
Publicidade
Em São Gonçalo, a imunização contra o coronavírus será iniciada prioritariamente e in loco em todos os profissionais de saúde da ativa, moradores de residências terapêuticas e idosos que estão em instituições de longa permanência a partir desta quarta-feira (20), às 10h. A cidade vai receber, nesta primeira etapa, 13.149 doses da Coronavac. Não haverá imunização em postos de saúde nesta primeira fase. Idosos com mais de 75 anos serão vacinados em outra etapa.
Todos os profissionais serão vacinados nas unidades em que trabalham. A segunda dose será aplicada após duas semanas da primeira, conforme tratado com a Secretaria de Estado de Saúde. Portanto, as demais vacinas só serão entregues após a aplicação da primeira dose. De acordo com a Prefeitura, todas as decisões estão sendo tomadas com base no informe técnico do Ministério da Saúde.
Publicidade