São avaliados cinco indicadores que determinam a fase de risco - Divulgação
São avaliados cinco indicadores que determinam a fase de riscoDivulgação
Por Irma Lasmar
SÃO GONÇALO voltou para a fase amarelo 1, com risco baixo de contaminação pelo novo coronavírus - posição em que já figurou até novembro do ano passado. A queda nos indicadores foi confirmada pela Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde após os levantamentos da semana 02/2021, referente ao período de 10 a 16 de janeiro deste ano.
São avaliados cinco indicadores que determinam a fase de risco: capacidade de leitos de UTI, capacidade de leitos de enfermaria, variação de óbitos por Covid-19, variação de novos casos e variação de pacientes internados. Dependendo dos números do sistema municipal de saúde, a cidade vai contando os pontos. Hoje, a classificação final é de oito pontos.
Publicidade
O município possui gestão apenas das unidades da rede municipal de saúde e, por este motivo, a análise dos indicadores é referente a estas unidades. Já as avaliações de confirmação de óbitos sofrem alterações diariamente e são referentes a datas retroativas devido ao processo de investigação da Vigilância Epidemiológica com base em resultados dos testes realizados pelos pacientes. 
"Embora os índices tenham melhorado, a doença ainda circula pela cidade e é indispensável que a população continue com as medidas de prevenção, como manter o isolamento social, usar máscaras e manter as mãos limpas", afirma o secretário de Saúde, André Vargas. “Estamos com leitos disponíveis e a contaminação está de baixo risco, mas não podemos relaxar e todos os cuidados devem ser mantidos. Temos que lembrar que ainda não há vacina para todos os gonçalenses e que ainda não sabemos quando todos poderão ser vacinados. Por isso, a prevenção é a nossa única arma contra a doença”. 
Publicidade