Tabita Cristine fala sobre os desafios de ser musicista na Baixada em documentário
Tabita Cristine fala sobre os desafios de ser musicista na Baixada em documentárioDIVULGAÇÃO
Por O Dia
Jovens músicos da Baixada Fluminense colocaram a boca no mundo e contaram tudo sobre os desafios do seu ofício na região no curta-documentário 'Ser música, Ser resistência', que começa a ser exibido, a partir de hoje, no canal do YouTube do Sesc RJ (/portalsescrio).
Após a exibição do vídeo, que ficará disponível na plataforma por 60 dias, acontece um bate-papo ao vivo com os realizadores do projeto: o produtor Narcelio Ferreira, a diretora Daniela França e o músico Rodrigo Caê, que assina a trilha sonora e é um dos artistas ouvidos no documentário. A mediação é de Géssica Santiago, analista de Cultura do Sesc São João de Meriti.
Publicidade
Além de Rodrigo Caê, a produção traz relatos de Jéssica Volpi, Douglas Cunha e Tabita Cristine. A partir da pergunta "O que é ser jovem músico na Baixada?", os protagonistas apresentam suas vivências com a cena cultural, com seu lugar de moradia e a cena artística musical muitas vezes negligenciada pelo poder público.
"Para ser musicista na Baixada, principalmente sendo jovem, é você ter certeza de uma coisa: que você tem amor por aquilo que você faz. É você acreditar no seu sonho e vê-lo se tornar realidade. É você fazer isso ser real", diz Jessica Volpi no vídeo.
Publicidade
O curta é uma realização do Coletivo Ondas Musicais e foi contemplado, em 2020, no Edital Cultura Presente nas Redes, da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa. "Em um momento político sensível, o filme tem por finalidade estimular um diálogo sobre a cena musical da Baixada Fluminense, políticas culturais, direito a cultura e cultura como parte fundamental da cidadania", explica o produtor Narcelio Ferreira.
A exibição e o bate-papo sobre o documentário integram o Arte em Cena, projeto em que Sesc RJ transmite conteúdos artísticos em suas redes sociais e em plataformas digitais. Confira a programação completa em www.sescrio.org.br.
Publicidade