Tartarugas são mortas por redes de pesca em Saquarema

Captura incidental é uma das maiores causas de morte das tartarugas marinhas

Por Nana Magalhães

Tartarugas são encontradas mortas em rede de pesca na Praia de Itaúna
Tartarugas são encontradas mortas em rede de pesca na Praia de Itaúna -
Saquarema - Na última quinta-feira (23), mais de 10 Tartarugas foram encontradas mortas em redes de pesca na Praia de Itaúna.
Por nota, a Secretaria de Meio Ambiente de Saquarema, informou que a pesca em águas internas, rios, lagos e represas é fiscalizada pelo órgão ambiental Estadual, pela Polícia Ambiental da PM e, de acordo com a lei 9605/98, agentes da Capitania dos Portos também tem essa atribuição. Dessa forma, quando o município é notificado de qualquer ocorrido deste segmento, imediatamente, entra em contato com a Superintendência do Inea - Instituto Estadual do Ambiente - da nossa região - Suplaj.
O aumento do número de tartarugas marinhas encontradas mortas nas redes dos pescadores das praias de Saquarema tem preocupado moradores, ONG’s e o poder público.
Segundo a ONG Tamar, as tartarugas marinhas interagem com diversas modalidades de pesca artesanal e industrial. Presas nos diversos tipos de redes e anzóis, não conseguem subir à superfície para respirar e acabam desmaiando ou mesmo morrendo afogadas.
A captura incidental é considerada atualmente a principal ameaça às populações de tartarugas marinhas. No Brasil, assim como no resto do mundo, a pesca do arrasto do camarão e com espinhéis em alto mar são dois dos principais tipos de pesca que interagem com as tartarugas.

Comentários