Durante a pandemia, artistas do Circo Apolo 11, em Saquarema, dependem de doações

O eterno trapalhão Dedé Santana, convida a população para live no fim da tarde deste domingo (14)

Por O Dia

Artistas de circo passam por dificuldades durante a pandemia da Covid-19
Artistas de circo passam por dificuldades durante a pandemia da Covid-19 -
Saquarema - Desde o início do isolamento social, esse é um assunto comum nas redes sociais e na mídia: a dificuldade que os artistas vêm enfrentando diante a pandemia da Covid-19. A área da cultura e entretenimento vem sofrendo muito com as medidas de prevenção, sem poder se apresentar, músicos, atores, artistas de circo, entre tantos outros, ficam sem suas rendas básicas de sobrevivência.
Com o Circo Apollo 11, não tem sido diferente. No início de março, a trupe se apresentava em Saquarema e por aqui teve que continuar.  Alojados no bairro Porto da Roça, em frente a Ricarmar Pneus, seus espetáculos não podem ser realizados e o circo passa por dificuldades. 
O eterno trapalhão Dedé Santana, gravou um vídeo que vem sendo divulgado pelo Circo Apollo 11, explicando a situação que os artistas se encontram e convidando a população a assistir a live, que será transmitida hoje (14), a partir das 17h30.
.
No início da pandemia, houve uma grande mobilização na cidade, a população e aos administradores de páginas de informações locais, fizeram uma campanha, para arrecadação de alimentos e itens de limpeza. Quase dois meses depois, o circo passa pela mesma situação.

A renda do circo é exclusivamente das nossas apresentações e sem apresentações não temos renda, então, decidimos fazer uma live para arrecadar fundos, alimentos e insumos para continuarmos na luta e muito em breve voltarmos a nos encontrar novamente!” - diz a publicação nas redes sociais do circo.

Comentários