Em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio, aglomeração e desrespeito às normas de prevenção ao Coronavírus geram revolta na população

Secretaria de Segurança e Ordem Pública diz que o descumprimento dos decretos de prevenção ao Coronavírus na noite de ontem (6), terá consequências como advertências e até multas

Por O Dia

Lake's Shopping, em Saquarema, lota de gente desrespeitando as normas de prevenção ao Coronavírus
Lake's Shopping, em Saquarema, lota de gente desrespeitando as normas de prevenção ao Coronavírus -
Saquarema - Os registros de fotos e vídeos feitos do Lake’s Shopping, em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio, lotado na noite de ontem (6), mostram o desrespeito da população com o perigo eminente da contaminação de um vírus letal.

Galeria de Fotos

Lake's Shopping, em Saquarema, lota de gente desrespeitando as normas de prevenção ao Coronavírus Reprodução do Instagram
Lake's Shopping, em Saquarema, lota de gente desrespeitando as normas de prevenção ao Coronavírus Reprodução do Instagram
Lake's Shopping, em Saquarema, lota de gente desrespeitando as normas de prevenção ao Coronavírus Reprodução do Instagram


Enquanto a decisão foi de não haver uma das festas religiosas mais tradicionais do país, o Círio de Nazareth, das praias permanecerem fechadas, barreiras sanitárias proibindo a circulação de pessoas de fora da cidade e o boletim da pandemia divulgando mortes e o aumento expressivo no número de contaminados no município, a Prefeitura de Saquarema, anunciou que a cidade continuaria com restrições intermediárias durante o feriado, chamado de “Bandeira Amarela”, o grau de medidas preventivas à disseminação do Novo Coronavírus foi burlado e desrespeitado por moradores, turistas e comerciantes, colocando em risco a vida de milhares de pessoas.


Nas fotos, sem máscaras, aglomerados, com crianças no colo, consumidores e comerciantes quebram todas as regras do decreto da Prefeitura de Saquarema, que permite, na Bandeira Amarela, o retorno dos bares e restaurantes com apenas 50% da sua capacidade, distanciamento entre pessoas e mesas e uso obrigatório de máscaras, podendo o descumprimento resultar em multa de 106 reais para o consumidor e 400 reais ao comerciante.
 "Um amigo me chamou para jantar e quando cheguei lá e vi a quantidade de gente sem máscara e aglomerada levei um susto tão grande que nem saí do carro. As pessoas não respeitam umas as outras, isso é assassinato! Disseminar um vírus assim, sem nem querer saber como o organismo do outro vai reagir... é muito triste essa falta de respeito e amor à vida." - desabafou Juliana, estudante e moradora de Saquarema.
A redação do jornal O Dia procurou a Secretaria de Segurança e Ordem Pública, responsável pela fiscalização das medidas de prevenção ao Coronavírus que, por nota, esclareceu que o "descumprimento dos decretos de prevenção ao Coronavírus na noite de ontem, terá consequências e os estabelecimentos receberão advertências e notificações. O desacato e desrespeito às normas impostas pela prefeitura podem resultar em multas aos comerciantes envolvidos."

Comentários