O espaço conta com exposições permanentes sobre a cultura local
O espaço conta com exposições permanentes sobre a cultura localFoto: Fabiano Martinez
Por O Dia
SILVA JARDIM – Uma ideia que teria partido da Prefeitura de Silva Jardim, no interior do Rio, causou indignação em moradores da cidade. Segundo personalidades ligadas à cultura local, o município teria a intenção de instalar no Centro Cultural Capivari (CCC), o setor de Ouvidoria do governo municipal.

Diante da situação, integrantes do Fórum de Cultura de Silva Jardim enviaram um documento à Prefeitura, solicitando que o município reveja a decisão. “É coerente que o prédio possa ser usado por secretarias como a de Cultura e Turismo, que diretamente estão ligadas à finalidade do centro cultural. Entretanto, instalar a Ouvidoria da Prefeitura no mesmo local, inviabiliza o trabalho de conservação dos acervos, bem como o papel pedagógico e cultural que esse edifício possui”, diz um trecho do ofício.

De acordo com o subsecretário municipal de Cultura, José Luiz do Couto Moldero, a intenção de colocar a Ouvidoria no prédio do CCC é uma questão interna que ainda está sendo avaliada. “Eu vou me inteirar nessa situação toda. Eu concordo também, acho que não tem muito a ver a Ouvidoria ali mesmo, não. O pessoal está certo, tem que questionar mesmo, faz parte da democracia”, finalizou José Moldero, afirmando que ainda não havia tido acesso ao ofício enviado pelo Fórum de Cultura da cidade.

PRÉDIO HISTÓRICO

O Centro Cultural Capivari funciona no prédio onde ficava a delegacia de Polícia Civil, do município. O espaço conta com exposições permanentes sobre Antônio da Silva Jardim, a atriz Zezé Macedo, além de objetos antigos, e mural com fotografias de ex-prefeitos do município. A visitação ao público é de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.