Reféns do Hamas: onde ficam e quantos já foram libertados pelos terroristas

Por Flipar

Duas idosas israelenses foram libertadas. Estima-se que mais de 200 pessoas foram capturadas pelo grupo armado.
Reprodução de vídeo G1
O grupo terrorista Hamas fez ataques contra Israel no dia 7 de outubro. 
Reprodução de vídeo Al-Qahera News
De acordo com a agência Reuters, a idosa Yocheved Lifshitz, de 85 anos, morava próximo à Faixa de Gaza, na comunidade Nir Oz, um dos primeiros pontos do ataque do grupo armado do Hamas.
Reprodução de vídeo Al-Qahera News
Um quarto da comunidade de Nir Oz está desaparecida ou morta.
Reprodução de vídeo G1
Lifshitz relatou como foi a experiência ao lado dos terroristas e revelou que foi espancada. 
Reprodução de vídeo UOL
"Passei por um inferno, não pensávamos ou sabíamos que chegaríamos a essa situação. Foi difícil, mas vamos superar".
Reprodução de vídeo UOL
Ela foi capturada e colocada em uma moto. Em Gaza, Lifshitz afirmou que ficou em túneis controlados pelo Hamas. Ela passou 15 dias na mira do grupo.
Reprodução de vídeo UOL
Ao conversar com os jornalistas, Lifshitz contou que passado as primeiras agressões, na sequência teve um tratamento mais adequado pelos terroristas.
Reprodução de vídeo UOL
Yocheved Lifshitz e o seu marido são ativistas sociais. Ele segue sob domínio do Hamas. 
Reprodução de vídeo UOL
Além dos ataques a Israel, o Hamas também sequestrou mais de 200 pessoas. A maioria dos reféns é israelense. 
Reprodução de vídeo UOL
As Forças Armadas de Israel diz que tem estrangeiros entre os reféns e citou pessoas dos Estados Unidos, Brasil, Itália e Reino Unido. 
Reprodução de vídeo UOL
O Itamaraty, porém, disse não ter recebido informação sobre brasileiros capturados. 
Reprodução de vídeo UOL
Os Estados Unidos pediram cautela a Israel sobre uma possível invasão à Faixa de Gaza, de acordo com informações da Reuters.
Reprodução de vídeo UOL
O presidente do Estados Unidos Joe Biden disse que a prioridade é a libertação dos reféns que estão na mira do grupo terrorista.
Reprodução/X - Joe Biden
O Hamas afirmou que os reféns estão em túneis seguros em Gaza.
Reprodução de vídeo UOL
Entre os reféns, de acordo com a BBC, estão 20 crianças e entre 10-20 pessoas com mais de 60 anos.
Reprodução de vídeo UOL
Na última sexta-feira (20) duas americanas que estavam sob o domínio do grupo foram libertadas. Mãe e filha.
Reprodução G1
Ainda sobre a lista de reféns: os dados são atualizados recorrentemente. Os nomes podem mudar a partir da libertação ou morte das pessoas capturadas.
Reprodução/TV Globo
Já são quatro reféns liberados pelo Hamas: Yocheved Lifshitz,  Nurit Yitzhak e as americanas Judith Raanan e a filha Natalie.
Reprodução de vídeo UOL

Veja mais Top Stories