Nova safra de séries chega à TV

Emissoras preparam uma avalanche de novos enredos, tramas e personagens, com opções para todos os gostos

Por monica.lima

Domingo, 22h. Se você é um dos milhões de fãs da série “Game of Thrones”, sabe o que esse dia e horário significam: o momento de acompanhar mais um capítulo da saga pelo trono de ferro, ritual quase sagrado pelos aficionados pelo mundo de Westeros. Desde o dia 15 de junho, quando chegou ao fim a quarta temporada da série, muitos ficaram órfãos. Para conquistar o público saudoso durante o longo período de espera para a nova temporada, as emissoras preparam uma avalanche de novos enredos, tramas e personagens, que contam com piratas, clonagem, humor e até um retrato histórico da medicina: opções para todos os gostos. Entre os destaques das novidades está “The Knick”, estrelada por Clive Owen, que chega às telinhas hoje no canal de assinatura Max. Outra nova produção da televisão, que já é conhecida na internet, é a brasileira “Porta dos Fundos”. Finalizada em novo formato, a produção chega à programação da Fox em outubro. Aclamada pela crítica norte-americana, a minissérie “Crossbones” também é estreante. Protagonizada por John Malkovich, chega às telinhas na próxima quarta-feira, dia 20, no canal Space.

A série “The Knick”, que estreia hoje, às 21h, no canal Max, tem como protagonista o cirurgião Dr. John W. Thackery, vivido por Clive Owen. Quase um Dr. House do século XX, o anti-herói é racista, viciado em cocaína e usa métodos pouco ortodoxos em suas cirurgias. Um dos trunfos da série dirigida por Steve Soderbergh é mostrar o panorama histórico da medicina no século XX e o aprimoramento das técnicas cirúrgicas. A representação da forte segregação racial vivida nos Estados Unidos à época também está na trama, já que Thackery é obrigado a trabalhar com um ajudante negro, interpretado por André Holland. A série estreou nos EUA na última sexta-feira e seu primeiro capítulo empolgou o público com as cenas cruas de cirurgias.

A equipe do canal “Porta dos Fundos”%2C que estreia na FoxDivulgação


Já no canal A&E, “Orphan Black” mistura ficção científica e existenciais. O enredo começa quando uma mulher vê outra idêntica a ela se suicidar e resolve descobrir quem é aquela estranha de aparência igual a sua. Ela descobre, então, ser parte de um programa misterioso de clonagem assistida, em que todas as cópias são monitoradas. A trama, que poderia facilmente se perder em clichês, concilia bem a dose de mistério com a faceta humana das personagens, que vivem crises de identidade e encaram questões como maternidade, casamento e sexualidade. Um dos grandes destaques é a atriz Tatiana Maslany, que chega a interpretar 11 diferentes clones com personalidades e sotaques completamente distintos, o que rendeu à atriz quatro premiações por sua atuação. A série canadense, que está indo para sua terceira temporada, estreia no dia 3 de setembro, às 22h, e está disponível também para os assinantes do Netflix.

Na Fox, as fichas estão apostadas no humor. De olho no sucesso do canal “Porta dos Fundos” na internet, que lança dois vídeos semanalmente e sempre ultrapassa a marca de um milhão de visualizações em dias, a emissora está produzindo uma série original com o grupo. Na versão para televisão, que estreia em outubro, os episódios terão meia hora.

Com uma estrela de primeira grandeza no elenco, a minissérie “Crossbones”, protagonizada por John Malkovich, chega às telas na próxima quarta-feira, dia 20, às 20h no canal Space. A atração conta a história do pirata Barba Negra, que lidera uma nação de ladrões e criminosos, nos Estados Unidos do século XVI. Em dez capítulos, a produção caprichada promete retratar a época fielmente enquanto recria a história de um dos maiores mitos norte-americanos. * Por Redação O Dia (redacao@odia.com.br)

Mostra exibe 41 filmes de Fritz Lang em película

Até 22 de setembro está em cartaz no Centro Cultural do Banco do Brasil do Rio a “Retrospectiva Fritz Lang - O Horror está no horizonte”. Em meio a variada filmografia produzida pelo cineasta austríaco, a mostra exibe uma seleção de 41 filmes em película produzidos entre 1919 e 1960. Entre os títulos estão suas obras mais conhecidas “Metrópolis”, “M – O Vampiro de Düsseldorf”, além de filmes mais raros, como “House by the River” e “A Gardênia Azul”.

Lang foi um dos maiores nomes do expressionismo alemão, movimento nascido após o término da Primeira Guerra Mundial e que tinha como temáticas principais a busca pela representação das subjetividades do homem. Com forte conotação psicológica, seus enredos se debruçam sobre hipnotismo, duplicação, fantasmagoria e telepatia. Para criar uma atmosfera surreal, cenários e personagens eram distorcidos na telona por meio de maquiagem e recursos de fotografia.

Já na década de 1920, Lang tornou-se conhecido na Alemanha com os filmes silenciosos, como “Metrópolis”. Nos anos 30, com a ascensão do nazismo, sua crítica ao regime “O Testamento de Dr. Mabuse” é censurada e Lang se exila na França, onde realiza “Coração Vadio”, que possui traços da poética francesa. Mais tarde, o cineasta chega à Hollywood, onde permanece por 20 anos e produz filmes com traços de noir, faroeste, romance e drama.

Com sessões abertas de quarta a segunda-feira, a “Retrospectiva Fritz Lang - O Horror está no horizonte” mostra toda a diversidade produzida por Lang e um pouco de sua história vivida em diferentes épocas e países.

ONDE ASSISTIR

“Retrospectiva Fritz Lang - O Horror está no horizonte” está em cartaz no CCBB Rio até 22/09. R. Primeiro de Março, 66, Centro.

Clássicos do cinema no repertório da OSB, no Rio

Para os amantes das canções que marcaram a história do cinema, a Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB) preparou apresentações especiais para o público carioca no próximo mês. Depois de ter os ingressos esgotados em menos de dois dias para os dois concertos em tributo a John Williams no final de agosto, a OSB anunciou duas apresentações extras no dia 7 de setembro, às 18h, na Grande Sala da Cidade das Artes, e no dia 8 de setembro, às 20h, no Theatro Municipal do Rio.

O repertório é composto por clássicos do cinema como , “Jurassic Park”, “Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida”, “E.T”, “Tubarão”, “Star Wars”, “Superman”, “Lista de Schindler” e a produção mais recente “Harry Potter e a Pedra Filosofal”.

Os ingressos para os dois espetáculos começam a ser vendidos na próxima terça-feira, dia 19, pelo site Ingresso Rápido para a Cidade das Artes e Ingresso.com para o Municipal, além das respectivas bilheterias. Na Cidade das Artes os valores vão de R$ 30 a R$ 120 e no Municipal de R$ 20 a R$ 140.

NOTAS

Nova estreia na coleção e na sala do IMS-RJ

Neste final de semana, dias 16 e 17, duas sessões do filme “Sudoeste” marcam o pré-lançamento do longa de estreia de Eduardo Nunes pela coleção de DVDs do IMS. A edição inclui um documentário sobre as filmagens e um livreto com um ensaio de Pedro Butcher.

Crônicas de Boal viram peças de teatro, no Rio

Pela primeira vez os contos de “Crônicas de Nuestra América”, escritos por Augusto Boal, são adaptados para o teatro. O espetáculo homônimo estreia na próxima quinta-feira, dia 21, às 20h, no Oi Futuro do Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, no Rio.

Praça das Artes resgata cultura popular, em SP

Até 18 de agosto, a Praça das Artes, na Av. São João, em São Paulo, recebe o projeto “Um baile das quatro artes”, com apresentações de companhias de música, dança, performance e teatro de rua. O projeto acontece todos os sábados, com sessões às 11h e às 15h.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia