Por monica.lima
O Santos entrou com uma ação contra Neymar na Fifa em busca do dinheiro que alega ter perdido com sua vendaPatrik Stollarz/AF

Não há um milímetro de exagero ao se afirmar que o futebol brasileiro vive o pior momento de sua história. Dentro e fora de campo. Nem mesmo sua principal estrela passa incólume ao inferno astral vivido pelo esporte número 1 do país. Nos gramados, Neymar experimenta um momento mágico. Sábado passado faturou o título mais importante desde que chegou ao Barcelona. O craque fez parte do milionário trio MSN, iniciais dele, Messi e Suárez, protagonistas do Barça na conquista da Liga dos Campeões. Para gravar de vez seu nome na famosa taça do torneio, conhecida como “orelhuda”, Neymar marcou o último gol na final contra a Juventus da Itália. Agora, terá a missão de liderar a Seleção Brasileira na Copa América do Chile, o primeiro passo do longo processo de reconstrução da imagem do time, destruída após o 7 x 1 da Alemanha na Copa de 2014. Se for bem sucedido, se torna favorito na disputa por aquele que é o maior de seus desejos: ser eleito o melhor jogador do mundo.

Se nas quatro linhas tudo vai como planejado, fora delas há turbulências no caminho. A NR Sports, empresa fundada por seu pai para administrar sua carreira , é investigada pela Receita Federal e pelo Ministério Público por conta de sua nebulosa transferência para o clube catalão. Os processos correm em segredo de justiça, mas irão resultar em multas milionárias pelos crimes de evasão e sonegação fiscal. Seu ex-clube, o Santos, também o aciona na Fifa em busca do dinheiro que alega ter perdido na venda do jogador. Genial em campo, Neymar luta para preservar sua imagem fora dele. Não será nada fácil.

Esporte Interativo inicia sua era na Liga

O título do Barcelona marcou o início da era do Esporte Interativo como canal por assinatura exclusivo do maior torneio de clubes do planeta. Pelos próximos três anos, os jogos da Liga dos Campeões serão transmitidos no EI MAX, novo canal lançado para exibir os confrontos. O desafio é entrar na grade das duas principais operadoras do país: Net e Sky. O Esporte Interativo conta com a Liga para furar esse bloqueio.

Rivalidade acirrada no sócio-torcedor

Semana passada Palmeiras e Corinthians viveram uma gangorra em seus programas de sócio-torcedor. Em apenas um dia, o Verdão perdeu 14.455 associados. A debandada, motivada pela má fase do time e o aumento no preço dos planos, fez o rival ultrapassá-lo e assumir a segunda posição no ranking nacional. Na sexta-feira o Palmeiras se recuperou e reassumiu o posto que ocupa desde fevereiro.

Número da semana

US$ 9: Essa foi a “arrecadação” de bilheteria em Los Angeles no final de semana de exibição de “Paixões Unidas”. Apenas dois espectadores pagaram para ver o filme que conta a história da fundação e crescimento da Fifa. Presos na Suíça, José Maria Marin e outros dirigentes da entidade terão que esperar um pouco para assisti-lo

Você pode gostar