Número de lesões no Crossfit causa preocupação

Pesquisa aponta que mais de 73% dos praticantes já sofreram lesões. Taxas são semelhantes às da ginástica e do rúgbi

Por O Dia

Prática é conhecida por usar equipamentos inusitados, como pneus de avião -

Apesar de fazer cada vez mais sucesso, a prática do Crossfit tem preocupado médicos. A modalidade é alvo de muitas críticas devido ao número elevado de lesões associadas ao treinamento. É o que demostra estudo divulgado pelo 'The Journal of Strength & Condition Research', do Reino Unido. Segundo os dados, 73,5% dos praticantes já sofreram lesões durante o treinamento.

O estudo apontou ainda que as taxas de lesões são semelhantes às relatadas em esportes como ginástica e rúgbi. De acordo com o ortopedista Rodrigo Souza Lima, a prática incorreta é a principal causa. "As pessoas estão cada vez mais adeptas do Crossfit sem orientação. Isso gera uma sobrecarga nas articulações, principalmente na coluna, causando peso excessivo. A pessoa começa a sentir dor", pontua o especialista.

André Fernandes, presidente do Conselho Regional de Educação Física (CREF1), reforça a necessidade de um acompanhamento. "É importante contar com um profissional de Educação Física, pois ele fará a orientação inicial para a melhora da capacidade funcional e do condicionamento físico. O CrossFit foi criado na década de 90 pelo ex-ginasta norte-americano Greg Glassman e consiste em um programa de treinamento de força e condicionamento físico que se baseia em movimentos funcionais, de alta intensidade e constante variação.

Comentários

Últimas de Vida Saudável