Problemas na mastigação podem levar à desnutrição

Idosos são os mais afetados. Falta de um dente reduz em até 70% capacidade mastigatória

Por O Dia

Idosos são os mais afetados por problemas na mastigação -

Rio - Com o envelhecimento, é bastante comum o aparecimento de queixas relacionadas à mastigação. As alterações dentárias são um dos principais fatores que contribuem com essa dificuldade, como falta de dentes, próteses mal adaptadas e dor nas gengivas. Segundo especialistas, com a perda de apenas um dente a capacidade mastigatória cai para 70%. Somando-se a esses problemas, muitos idosos perdem a vontade de comer, gerando emagrecimento e até desnutrição.

A grande maioria dos idosos não busca tratamento por julgarem que a dificuldade é natural do envelhecimento, e também por serem orientados a amolecer ou macerar o alimento, em vez de procurar atendimento especializado. Porém, esses alimentos batidos, macerados e picados geram um empobrecimento do cardápio, que acarreta em déficit nutricional nos idosos.

Segundo a nutricionista Larissa Cohen, do Instituto Brasileiro de Nutrição Funcional, é bastante comum observar no atendimento à terceira idade a escolha por pães molhados em café com leite ou por mingaus ou por purê com carne moída. “A redução do consumo de hortaliças, frutas, cereais integrais e proteínas animais submete o idoso ao risco de desnutrição, contribuindo para piora de doenças pré-existentes”, diz.

Nesse caso, o nutricionista poderá organizar um cardápio rico em nutrientes, porém com consistência modificada e adequada à função mastigatória do idoso, com a utilização de shakes caseiros, hortaliças na forma de suflês, carnes na forma de hambúrgueres e bolinhos, entre outros. “As diferentes técnicas dietéticas auxiliam na adesão à uma dieta saudável e contribuem para a presença do paladar, o que devolve ao idoso o prazer da alimentação, além de proporcionar melhora do estado nutricional”, explica.

Da mesma forma, o dentista pode auxiliar na manutenção dos dentes ao longo da vida, para que os indivíduos tenham a dentição natural preservada ou com próteses seguras que vão garantir a eficácia na mastigação. De acordo com a cirurgiã-dentista Alessandra Cohen, especialista em Reabilitação Oral com Implantes e Estética, carnes e pães são os que mais incomodam. "A carne é um sólido firme, já os pães são alimentos sólidos secos. Esses são os que mais trazem problemas na hora da mastigação. Por isso, é importante buscar orientação junto aos especialistas, pois a alimentação errada pode comprometer a saúde do idoso", diz a especialista.

Últimas de Vida Saudável