Dieta equilibrada auxilia na prevenção da doença de Alzheimer

Especialistas indicam abacate e açaí. Alerta para ingestão de alimentos ricos em gorduras saturadas, como as carnes vermelhas

Por

Pacientes devem ter uma dieta rica em frutas, verduras e legumes -

Como o Alzheimer ainda não tem a origem definida, a melhor alternativa é apostar na prevenção. Existem dietas que podem retardar evitar doenças associadas ao envelhecimento cerebral, como o Alzheimer. Especialistas ouvidos pelo DIA dão orientações para uma nutrição preventiva e também dietas voltadas para os pacientes diagnosticados com a doença.

Nutricionistas sustentam que alguns nutrientes têm sido apontados como potencialmente protetores de todos os tipos de células, incluindo os neurônios, destacando então a relevância da dieta como uma estratégia preventiva.

"Desta forma, recomenda-se que a pessoa aumente a ingestão de alimentos compostos por ácidos graxos mono e poli-instaurados, encontrados nas oleaginosas, abacate, hortaliças, grãos e frutos como açaí", explica a nutricionista Renata Borba, que se especializou em Gerontologia pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.

Para manter uma nutrição preventiva, é aconselhável consumir com moderação alimentos ricos em ácidos graxos saturados, como carnes vermelhas e leite integral. "Além disso, para retardar o envelhecimento cerebral e ajudar na prevenção da doença, a pessoa tem que abrir mão de ingerir carne vermelha sempre", afirma a nutricionista Vanderli Marchiori.

Para os pacientes, a dieta vai depender da fase em que a doença se encontra. Na maioria dos casos, a indicação inclui uma lista de frutas, verduras e legumes com proteínas vegetais ou peixes e castanhas variadas.

Há quadros que o paciente desenvolve desnutrição precoce. Por isso, os familiares devem ficar atentos ao peso corpóreo, diminuição de massa muscular e na diminuição de refeições. "Deve-se considerar a implementação de suplementação nutricional oral, caso a dieta habitual não esteja conseguindo atingir um bom aporte calórico-proteico", conclui Renata.

Comentários

Últimas de Vida Saudável