NOVOS AJUSTES

Por

A modernização dos processos é um caminho natural para todos os ramos de atividades. A regra também vale para o mercado farmacêutico. Em áreas relacionadas ao marketing, o ajuste a uma nova realidade tecnológica é fundamental para gerar resultados mais velozes, com maior qualidade. Exemplo dos caminhos a serem tomados é o processo realizado pela administradora de redes farmacêuticas Farmarcas, que criou processos, contratou e desenvolveu ferramentas para dar suporte a mais de 750 lojas com um alto nível de qualidade.

"Nos preocupamos com a imagem e estratégia das associadas, tratamos suas marcas como um dos bens de maior valor. Por isso, possuímos uma estrutura, com profissionais atualizados. Mas só isso não basta. Também contamos com as principais ferramentas tecnológicas, que auxiliam desde a escolha de um ponto comercial até a definição de folhetos de ofertas online", explica Ângelo Vieira, diretor operacional da Farmarcas. O diretor explica que são várias as ações que buscam inovar o marketing farmacêutico, como é o caso do tabloide eletrônico e da rádio indoor, utilizada como ferramenta de qualificação do ponto de venda e do aplicativo da Farmarcas, que foca no relacionamento com os parceiros e associados.

Um dos pontos de destaque é o tabloide eletrônico sistema de execução de folhetos de ofertas online para drogarias associadas à Farmarcas que foi desenvolvido recentemente e possibilita que as lojas façam pedidos, precifiquem produtos e selecionem a quantidade de encartes que desejam imprimir. "Antes desenvolvíamos as artes uma por uma em nossa equipe. Era um processo trabalhoso que tomava muito tempo", comenta Vieira.

Os números mostram que os empresários que fazem parte do grupo perceberam as vantagens do sistema. Antes do formato online, eram impressas cerca de 300 a 400 mil unidades. Depois do sistema, a média é de mais de 1 milhão de folhetos por edição. Por conta da estratégia, o encarte acontece bimestralmente, para que as lojas sempre tenham materiais institucionais e de divulgação de produtos nas lojas.

Comentários