Doação coletiva ao Banco de Sangue de Volta Redonda

 - Divulgação
Doação coletiva ao Banco de Sangue de Volta Redonda Divulgação
Por O Dia
Volta Redonda - Para contribuir e incentivar a prática da doação de sangue, funcionários da Secretaria Municipal de Serviços Públicos (SESP) realizaram nesta terça-feira, dia 07, uma doação coletiva ao Banco de Sangue de Volta Redonda.

Durante toda a semana, a Guarda Municipal também irá participar da iniciativa. Em função da quarentena, o Banco de Sangue está com estoque 40% abaixo do normal. De acordo com o secretário de Segurança Pública, Antônio Jorge Goulart, a iniciativa visa contribuir com a saúde na cidade por meio da solidariedade.

“Dentro do contexto da segurança auxiliar diretamente a saúde pública, surgiu a ideia dos integrantes da secretaria da doação de sangue para aqueles que necessitam de ajuda, ainda mais nesse período crítico de pandemia do coronavírus. Com essa ação voluntariosa e de amor ao próximo, a SESP sente-se, ainda mais, com a sensação do dever cumprido”, disse o secretário.

A coordenadora de Operações da SESP, Priscila Monteiro Barbosa, foi uma das doadoras.

“O hábito de doar sangue surgiu ao longo dos anos de trabalho na Guarda Municipal de Volta Redonda. Hoje, em especial, representando a SESP, o ato de doar sangue representa o comprometimento e a consciência dos profissionais da área de segurança em contribuir um pouco mais nesse momento de fragilidade”, disse Priscila Monteiro.

As doações podem ser agendadas através do telefone (24) 3343-2994, de segunda a sexta-feira das 7h às 13h. O Hemonúcleo toma os cuidados necessários para garantir a segurança dos doadores e agendando grupos compostos por até sete pessoas, oferecendo álcool em gel durante o processo da doação e seguindo as normas de distanciamento dentro da recepção e nas cadeiras nas salas de coleta.

Para doar sangue, o interessado precisa sentir-se bem, estar saudável, apresentar documento com foto. Em caso de menor de idade, é necessária autorização do responsável, que pode ser adquirida no próprio Hemonúcleo e, a apresentação de documento original do responsável. O doador também deve ter entre 16 e 69 anos e ter peso acima de 50 kg.

Estão impedidos de doar aqueles que tiveram diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade, mulheres grávidas ou que estejam amamentando, e pessoas expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como Aids, hepatite, sífilis e doença de Chagas.

A secretaria também está atuando nas ações de enfrentamento ao coronavírus e fiscalizando o cumprimento dos decretos pelo comércio. O trabalho é feito em conjunto com a Polícia Militar, Guarda Municipal e fiscais da Secretaria Municipal de Fazenda (SMF).

“Estamos seguindo as orientações do prefeito Samuca Silva e realizando ações conjuntas e rotineiras para fiscalizar o cumprimento do decreto Municipal 16.082/2020 e o Decreto estadual 47.006/2020 quanto ao fechamento ou regulamentação do funcionamento do comércio e demais estabelecimentos que possam promover aglomeração de pessoas", disse o secretário.