Prefeito Samuca Silva acompanhou a instalação de 40 leitos no antigo Hospital Santa Margarida - Divulgação
Prefeito Samuca Silva acompanhou a instalação de 40 leitos no antigo Hospital Santa MargaridaDivulgação
Por O Dia
Volta Redonda - O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva visitou nesta segunda-feira, dia 13, as instalações do antigo Hospital Santa Margarida. O local é preparado com o objetivo de ser uma base para rede pública de saúde para casos de Covid-19, o novo Coronavírus.

Samuca Silva acompanhou a instalação de 40 leitos que serão destinados, dentro de uma estratégia municipal, para pessoas contaminadas com o novo coronavírus. A unidade hospitalar será utilizada para casos de alta complexidade.

O prefeito Samuca Silva explicou que foi adiada a inauguração do Centro Municipal de Saúde, que funcionará no local, por conta da preparação da rede pela pandemia.

“Estávamos com a estratégia montada para que o local abrigasse centro de imagem, clínica do servidor, policlínica da mulher e outros. Mas estamos adiando isso para que o local possa ser estruturada diante dessa pandemia. Esperamos não utilizar o Santa Margarida para isso, mas estaremos preparados caso seja necessário”, disse Samuca.

O prefeito atualizou nesta segunda-feira, dia 13, os dados sobre a Covid-19 em Volta Redonda. Agora são 122 casos confirmados do novo coronavírus, além de sete óbitos também confirmados. São 677 casos suspeitos aguardando resultado de exame e 354 casos notificados já foram descartados.

“Estamos realizando um grande planejamento, principalmente para que os hospitais São João Batista e Retiro, além do Cais Conforto e Aterrado, não fiquem superlotados por conta da Covid. Então criamos o Hospital de Campanha, com 114 leitos de média complexidade, temos o Hospital do Idoso e também estamos preparando o Santa Margarida”, ressaltou o prefeito.