Trecho municipalizado da BR-393 é revitalizado em Volta Redonda

Parceria entre prefeitura e CSN promove melhorias em espaços públicos da via

Por O Dia

Obras em muros, meios-fios, canteiros, ciclovias, quiosques e passarelas são realizadas no trecho municipalizado da BR-393, em Volta Redonda
Obras em muros, meios-fios, canteiros, ciclovias, quiosques e passarelas são realizadas no trecho municipalizado da BR-393, em Volta Redonda -
Volta Redonda - Uma parceria entre Prefeitura de Volta Redonda e Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), está possibilitando a revitalização do trecho da Rodovia BR-393 que foi municipalizado pela atual gestão. As obras contam com melhorias em muros, meios-fios, canteiros, ciclovias, quiosques e passarelas, e a previsão é que os trabalhos sejam concluídos em até três meses.

As ações são realizadas pela Companhia Brasileira de Serviços de Infraestrutura (CBSI), contratada pela CSN, e envolvem revitalização da ciclovia, com pintura da pista e das luminárias; pintura das passarelas nos bairros Conforto e Vila Santa Cecília; revitalização dos canteiros central e lateral, com caiação; revitalização de 19 quiosques, incluindo reforma externa e pintura, além da desmontagem de três unidades; revitalização e pintura dos gradis.

“Essa é uma importante via de Volta Redonda e precisava de melhorias. Estamos aproveitando esse período de baixa circulação de pessoas nas ruas e, quando a pandemia passar, a população vai perceber nossa cidade ainda mais bonita. Lembro que isso só foi possível após a municipalização da via”, falou o prefeito Samuca Silva.

Também são feitas revitalizações da fachada da CSN, com pintura e caiação de parte do muro e em meios fios, além de demolição da calçada de parte da fachada, para plantação de grama e outras plantas.

“Esta parceria é de grande importância para a cidade, devolvendo vida aos espaços públicos de uso da população. Juntos, poder público, empresas e população podem fazer com que Volta Redonda cresça dia a dia e cada vez mais”, afirmou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rogério Loureiro.

Comentários