Prefeito Samuca Silva se reuniu com líderes religiosos nesta quinta-feira, dia 30 - Divulgação
Prefeito Samuca Silva se reuniu com líderes religiosos nesta quinta-feira, dia 30Divulgação
Por O Dia
Volta Redonda - As propostas para reabertura de templos religiosos em Volta Redonda, elaboradas pelas lideranças de cada denominação junto com o Poder Público, foram discutidas para viabilizar envio ao Ministério Público do Estado do Rio, para análise e possível acordo. O anúncio foi feito pelo prefeito Samuca Silva, nesta quinta-feira, dia 30, em reunião com líderes religiosos.

O encontro aconteceu no teatro da Fundação Educacional de Volta Redonda, no bairro Laranjal, e contou com a presença do secretário municipal de Saúde, Alfredo Peixoto.

De acordo com Samuca Silva, na próxima segunda-feira, dia 04, vai propor uma reunião no Ministério Público do Estado do Rio para debater o assunto e apresentar as propostas para reabertura dos templos.

“Essa reunião será muito importante para que possamos ter propostas concretas e viáveis para a reabertura segura dos templos. O foco será proteger pessoas, dar assistência espiritual, mas deixar o grupo de risco em casa, por isso a importância desse plano de reabertura técnica”, disse Samuca.

Entre as sugestões apresentadas pelas lideranças religiosas, estão a de funcionarem com 30% da sua capacidade, com espaçamento de um fiel para o outro de 1,5metros, uso de máscaras, medição de temperatura e grupo de risco em casa, entre outros.

“Eu quero agradecer a todas as lideranças que entenderam esse momento delicado da cidade e cumpriram as medidas restritivas, o que colaborou muito para que não tivéssemos um número maior de casos de coronavírus. Estamos fazendo nosso papel, mantendo as pessoas da faixa de risco afastadas do vírus e preparando a rede de saúde”, disse Samuca.

Volta Redonda nesta quinta-feira, dia 30, tem 436 casos confirmados de coronavírus. O número de casos notificados também cresceu, chegando a 1.250. Volta Redonda tem agora 12 óbitos confirmados pelo novo coronavírus e 214 pessoas já estão curadas.