Kits serão distribuídos para guardas municipais e fiscais da Secretaria de Fazenda de Volta Redonda - Divulgação
Kits serão distribuídos para guardas municipais e fiscais da Secretaria de Fazenda de Volta RedondaDivulgação
Por O Dia
Volta Redonda - A Secretaria Extraordinária de Segurança Pública (SESP) de Volta Redonda doou 100 kits compostos por máscara e álcool gel para os agentes que compõem a força-tarefa de fiscalização, criada pelo Decreto Municipal 16.082, de 20 de março de 2020. O documento estabeleceu uma série de medidas protetivas para a população de Volta Redonda, como a proibição de aglomerações e do acesso à cidade de veículos oriundos de outras cidades, para evitar o contágio pela covid-19.

Irão receber os kits, os agentes da SESP, guardas municipais, fiscais da Secretaria Municipal de Fazenda, além de policiais militares, que já foram beneficiados com a doação de 500 máscaras pela prefeitura. Segundo o prefeito Samuca Silva, a Força-Tarefa, composta por órgãos de segurança, tem feito um papel fundamental no controle da propagação da Covid-19 em Volta Redonda.

“As fiscalizações diárias, intensificadas nos finais de semana, proibindo aglomerações, realizando cerco nos acessos da cidade, têm sido fundamentais para manter o atendimento de saúde em bom nível”, declarou Samuca, ressaltando a importância de cuidar também das pessoas que atuam na prevenção à saúde de toda população.
O secretário de Segurança Pública de Volta Redonda, coronel Antônio Goulart, explicou que sua equipe montou 100 kits com máscara e álcool gel. Dez unidades ficaram para os agentes da própria secretaria; 70 foram entregues à Guarda Municipal; e 20 para os fiscais da Secretaria Municipal de Fazenda nesta quinta-feira, dia 30.

“Esses profissionais, por estarem todos os dias nas ruas de Volta Redonda, realizando fiscalizações, em contato direto com a população, caso não se protejam, correm sério risco de serem contaminados e acabar sendo propagadores da doença. Por isso, a importância do uso rotineiro de um kit de proteção (álcool em gel + máscaras)”, disse Goulart.

O comandante da Guarda Municipal de Volta Redonda, Dalessandro de Assis, comentou a iniciativa da SESP e afirmou que é primordial cuidar da saúde da corporação, que está diariamente atuando nas ruas do município

“Os guardas foram orientados a usar máscaras antes mesmo do decreto que obriga o uso do equipamento, publicado em 17 de abril. E adotamos todas as medidas de higiene. Com isso, temos conseguido evitar o contágio. Não há nenhum guarda municipal com suspeita de Covid-19 e vamos continuar nos cuidando para que a situação permaneça assim”, disse Dalessandro.
Publicidade
O comandante reforçou que a Guarda Municipal é uma das primeiras barreiras no combate à contaminação pelo novo coronavírus.

“Controlando as entradas da cidade e orientando as pessoas nas ruas, estamos evitando que as pessoas se contaminem e acabem tendo que procurar as unidades de saúde. Nesta quinta-feira, dia 30, por exemplo, atuamos nas filas das agências da Caixa Econômica Federal da Vila Santa Cecília, garantindo o distanciamento indicado de pessoa para pessoa e distribuindo máscaras para quem ainda não tinha o equipamento”, falou o comandante.
Os agentes do 28° Batalhão de Polícia Militar (BPM), que também compõem a força-tarefa de fiscalização das medidas protetivas para evitar o contágio pelo novo coronavírus em Volta Redonda, receberam 500 máscaras da prefeitura nos dias 24 e 27 de abril. As unidades eram parte das 45 mil doadas ao município pela CSN (Companhia Siderúrgica Nacional), no último dia 20.
Publicidade
A Prefeitura de Volta Redonda já distribuiu 35 mil máscaras doadas pela CSN à população em geral. Os itens foram entregues em locais de maior circulação de pessoas em 22 bairros do município, nos condomínios do programa “Minha Casa, Minha Vida” e ainda em filas de agências bancárias e casas lotéricas. Além de entregar o equipamento, as equipes informam sobre a higienização do item e alertam sobre os cuidados para evitar que o vírus se espalhe.
A SESP de Volta Redonda doou 100 kits com máscara e álcool gel para os agentes que compõem a força-tarefa de fiscalização - Divulgação
As unidades entregues à população são 100% algodão, brancas e reutilizáveis. Elas podem ser lavadas em solução com água e sabão. Cada embalagem, que é entregue lacrada, vem com uma máscara. Para usar corretamente, deve-se higienizar as mãos antes de colocar a máscara. O certo é segurar o item pelos elásticos laterais na hora de colocar ou tirar sobre o rosto. Se ficar úmida, deve ser trocada por outra limpa (a suja não pode ser armazenada junto às limpas).