Força-tarefa fiscaliza mais de 100 estabelecimentos na primeira semana de junho - Secom VR
Força-tarefa fiscaliza mais de 100 estabelecimentos na primeira semana de junhoSecom VR
Por O Dia
Volta Redonda - A força-tarefa criada para fiscalizar o funcionamento de estabelecimentos comerciais de Volta Redonda, de acordo com as medidas de prevenção ao contágio pelo novo coronavírus, atendeu entre 1º a 8 de junho, 107 denúncias de irregularidades. As ações foram desencadeadas por conta da ajuda da população com denúncia pela Central de Atendimento Único (CAU), o 156, ou através do aplicativo Fiscaliza VR.

Ainda no mês de maio, mais de 600 denúncias foram atendidas. A ação de enfrentamento à covid-19 colabora para manter os eixos de monitoramento que estabelecem condições para a flexibilização das atividades econômicas dentro do limite.

De acordo com o balanço divulgado, neste período, o trabalho conjunto entre a Guarda Municipal, as secretarias de Fazenda e de Segurança Público, a Vigilância Sanitária, além das polícias Militar e Civil e Ministério Público, contabilizaram oito interdições e 48 orientações.

Em 70% dos casos, foram identificadas aglomerações de pessoas; 15% dos estabelecimentos descumpriram o horário para abertura e fechamento; e 10% apresentaram problemas quanto ao uso da máscara e medidas de higienização. Os outros 5% dizem respeito ao distanciamento das mesas para atendimento ao cliente.

O diretor do Departamento de Atividades Econômicas e Sociais da Secretaria Municipal de Fazenda, Wagner Jardim Chaves, lembrou que as rondas são diurnas e noturnas e incluem feriados e final de semana. Ele explica que os estabelecimentos reincidentes foram advertidos, autuados, interditados, e alguns tiveram o Alvará de Localização e Funcionamento retido.

“Nesta primeira semana de junho, foi verificado que alguns estabelecimentos estão descumprindo o horário obrigatório de encerramento das atividades, principalmente bares, salões de beleza e barbearias”, contou.

Os principais bairros percorridos pela força-tarefa na primeira semana de junho foram Água Limpa, Aterrado, Bela Vista, Conforto, Eucaliptal, Jardim Vila Rica, Monte Castelo, Retiro, Santo Agostinho, São Geraldo, São João, São Luiz, Sessenta, Tangerinal, Vila Americana, Vila Mury, Vila Santa Cecília e Voldac.
Volta Redonda aposta em rondas diárias e verificação das denúncias feitas pelo 156 - Secom VR
O prefeito Samuca Silva reafirmou que a manutenção das atividades econômicas em funcionamento depende muito da colaboração da população.

“É importante que o grupo de risco permaneça em isolamento social e que as pessoas só saiam de casa em caso de necessidade. E, se sair, usem a máscara e adotem todas as orientações de higiene como lavar as mãos e usar álcool em gel”, pediu Samuca.

O Prefeito ainda lembrou que para manter e ampliar a flexibilização das atividades no município é preciso manter os seis eixos de monitoramento condicionantes dentro do limite. O número de casos suspeitos não deve aumentar em 5% por dois dias seguidos; a ocupação de leitos no CTI não ultrapassar 50%; a ocupação de leitos no Hospital de Campanha não ultrapassar 60%; além de manter o grupo de risco em isolamento social; uso de máscara obrigatório nas ruas; e a proibição de qualquer tipo de aglomeração.