Número de mortes e novos casos de coronavírus mantém subida constante em Campos - Divulgação
Número de mortes e novos casos de coronavírus mantém subida constante em CamposDivulgação
Por O Dia
As mortes por covid-19 aumentam em Volta Redonda, mais sete óbitos foram confirmados por conta da doença. Entre os últimos registros estão quatro homens 37, 53, 59 e 79 anos; e três mulheres, de 72, 73 e 75 anos. Desses, apenas um óbito aconteceu na quarta, dia 5. Os outros seis casos aguardavam resultado dos exames para confirmação da covid-19. A cidade tem agora 144 mortes devido ao novo coronavírus.
No município são 3.887 casos confirmados e 13.519 notificados como suspeitos. Os curados são 2.294 e 5.584 exames deram negativo. As informações foram divulgadas, através de um áudio nas redes sociais pelo prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, nesta quinta-feira, dia 06.
Publicidade
De acordo com Samuca Silva, é importante que todos adotem medidas de proteção à covid-19.
“Continuamos na trincheira da guerra contra o coronavírus. Não podemos relaxar e as medidas de segurança devem ser mantidas. Estamos vendo ainda ruas cheias, aglomerações e até pessoas sem máscaras. Lembro que seguimos com a força-tarefa fiscalizando as atividades econômicas, coibindo excessos e também fiscalizando pessoas sobre o uso de máscaras”, disse o prefeito.
Publicidade
Os eixos de monitoramento condicionantes para a reabertura das atividades econômicas seguem dentro da meta. São eles: o número de casos suspeitos não aumentar mais que 5% por três dias seguidos nesta quinta está em 1,6%; a ocupação de leitos no CTI não ultrapassar 50% e hoje está em 32%; a ocupação de leitos no Hospital de Campanha não ultrapassar 60% e atualmente está em 18%; o grupo de risco permanecer em isolamento social; uso de máscara obrigatório nas ruas; além de manter a proibição de qualquer tipo de aglomeração.
“Estamos em uma estratégia para transferência de pacientes da rede para o Hospital de Campanha. Isso visa permitir o retorno das cirurgias eletivas nas unidades de urgência e emergência, como São João Batista e Retiro. Também já estão em funcionamento no Hospital de Campanha os dez novos leitos de UTI para casos de coronavírus. Mas reafirmo que precisamos da ajuda de todos”, disse Samuca.