Moradores do 'Grande Aero’ criam jardins na beira rio em Volta Redonda - José Maria da Silva
Moradores do 'Grande Aero’ criam jardins na beira rio em Volta RedondaJosé Maria da Silva
Por O Dia
Volta Redonda - Moradores da região do grande Aero Clube, ligados aos bairros Barreira Cravo, Jardim Veneza e San Reno, até o início do bairro Aero Clube, via Beira Rio, em Volta Redonda tiveram a iniciativa de criar jardins às margens do Rio Paraíba do Sul.
São mais de cinco áreas que ganharam um cuidado especial para eliminar os focos de mosquitos, entulhos e lixos diversos jogados por desavisados. Os moradores demonstram muito cuidado e vigilância com o ambiente. A moradora Valdinéia Ferreira Santos contou que a ação incentivou outras pessoas.
Publicidade
“Eu entrei nesta através da Delza e Maria José, a Zezé, o sr. Jocelino, que ajuda muito. As duas deram início à limpeza e plantio do 1º espaço, o ‘Jardim Garden’. Como a Delza não estava podendo vir por questões ligadas à idade, abracei a causa no início da pandemia junto com a Zezé e outras. Assim começamos a ampliar o espaço de lazer. Agora com o nome ‘Jardim do Sol’. contou Valdinéia Ferreira Santos.
“Angélica, residente na Barreira Cravo, mais próximo à ponte da Ilha, com as amigas já estão fazendo ampliar o projeto. Flor, minha amiga, residente no início do Aero, juntou vizinhos, organizaram-se limparam uma área e criaram o ‘Jardim Lua e Flor’. O trabalho de formiguinha no cuidado com natureza e com o Rio Paraíba”, disse Valdinéia.
Publicidade
Moradores do 'Grande Aero' criam jardins na beira rio em Volta Redonda - José Maria da Silva
A proatividade cívica chegou aos moradores do Edifício Santos Dumont, inaugurado em 2018, localizado na Beira Rio, no bairro Aero Clube.

“Tudo começou assim, quando mudamos para cá, vi que a frente do prédio que dá frente para rio estava abandonada, cheia de mato, e até lixo. Eu tinha ganhado umas duas mudinhas de frutas. Resolvi capinar, limpar e depois plantei as mudinhas. Empolguei-me. Os moradores do prédio e vizinhança gostaram. Aí começou aparecer um monte de mudas de diferentes frutas e mais pessoas se envolveram”, contou José Luiz, aposentado.
Publicidade
A particularidade do jardim do José, é que em mais de 20 arbustos de diferentes frutas têm uma plaquinha com o nome da fruta e o de uma pessoa.
“A ideia partiu de uma das moradoras que tem crianças. A partir daí começamos a colocar outros nomes, não só de crianças. Gostamos. Ficou algo bonito e educativo”, destacou José Luiz, o síndico cuidador do Jardim Santos Dumont.