Sanitização no combate ao novo coronavírus - Divulgação
Sanitização no combate ao novo coronavírusDivulgação
Por O Dia
Volta Redonda - O bairro Aterrado, em Volta Redonda vai receber nesta segunda-feira, dia 07, o serviço de sanitização. Segundo informações da Secretaria de Infraestrutura (SMI), as equipes irão aproveitar o feriado, que por conta da pandemia não haverá o tradicional desfile da independência e a circulação de pessoas e veículos estará reduzida, para limpar as principais vias do bairro, como a Avenida Paulo de Frontin.
A sanitização aconteceu também durante o final de semana, no centro comercial do bairro Retiro, no domingo, dia 06. Já na Vila Santa Cecília, a medida de prevenção à covid-19 foi no sábado, dia 05, a ação privilegiou os espaços com maior circulação de pessoas como acessos às agências bancárias, casas lotéricas, farmácias, supermercados e os pontos de ônibus. As ruas 16, 14, 12 e 33 foram lavadas com água clorificada e receberam aplicação de produto bactericida que, usado regularmente, tem a capacidade de afastar o novo coronavírus.
Publicidade
Sanitização no combate ao novo coronavírus - Divulgação
O serviço de sanitização foi implantado na cidade desde o início da pandemia pelo novo coronavírus, há pouco mais de cinco meses. Desde então, a equipe responsável pela ação atua diariamente. São cerca de 80 sanitizações por semana e, desde o final do mês de março, mais de mil foram realizadas, segundo a SMI.
Os centros comerciais e as unidades de saúde são prioridade na programação, mas outros locais que recebem muitas pessoas também recebem a sanitização. A Rodoviária Municipal Prefeito Francisco Torres, a Arena Esportiva, e as unidades dos CRASs (Centros de Referência à Assistência Social), por exemplo, também recebem o serviço periodicamente.
Publicidade
O objetivo é diminuir a circulação do vírus e garantir a capacidade de atendimento na rede de saúde no município, um dos eixos de monitoramento para manter a flexibilização das atividades econômicas. O número de casos suspeitos não pode aumentar mais que 5% por três dias seguidos; a ocupação de leitos no CTI não deve ultrapassar 50%; a ocupação de leitos no Hospital de Campanha não pode ultrapassar 60%; o grupo de risco deve permanecer em isolamento social; o uso de máscara é obrigatório nas ruas; e aglomerações estão proibidas.