Samuca se reúne com MP para falar sobre tratamento precoce da Covid-19 - Divulgação
Samuca se reúne com MP para falar sobre tratamento precoce da Covid-19Divulgação
Por O Dia
Volta Redonda - O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, se reuniu nesta terça-feira, dia 1°, com representantes do Ministério Público de Estado do Rio de Janeiro para tratar de assuntos relacionados à pandemia de covid-19 e ao tratamento precoce da doença.
Ainda participaram do encontro a secretária municipal de Saúde, Flávia Lipke, a subsecretária de Saúde, Milene Souza, e o procurador-geral do município, Augusto Nogueira. O prefeito destacou que no início da pandemia foi feito um grande esforço no município para aumento do número de leitos e a criação do Hospital de Campanha.
Publicidade
“Nós não tínhamos conhecimento de como o vírus iria se comportar. Felizmente, não precisamos usar tantos leitos de enfermaria. Nosso investimento agora é no tratamento precoce que já vem mostrando resultado positivo”, disse Samuca, ressaltando que hoje a cidade está com 0% de ocupação dos leitos de CTI destinados à covid-19.
O tratamento precoce contra covid-19 é ofertado na rede municipal de Saúde de Volta Redonda há pouco mais de quatro meses e já beneficiou 492 pacientes. O protocolo municipal prevê administração da Nitaxozanida até o terceiro dia dos primeiros sintomas e se mostrou 100% eficaz na redução da carga viral, evitando o agravamento da doença. O resultado positivo do tratamento também foi comprovado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, após realização de pesquisa.
Publicidade
A administração do medicamento é iniciada antes mesmo da chegada do resultado do teste de swab, colhido na unidade de saúde. Durante a reunião, o prefeito informou que foi feita uma licitação de teste de coronavírus para os próximos seis meses, visando garantir a testagem da população também no início da próxima gestão.