Prefeitura de Volta Redonda já notificou neste ano, 35 estabelecimentos  - Secom/PMVR
Prefeitura de Volta Redonda já notificou neste ano, 35 estabelecimentos Secom/PMVR
Por O Dia
Volta Redonda – A Prefeitura de Volta Redonda já notificou 35 estabelecimentos, sendo oito no último fim de semana, por descumprirem regras estabelecidas através do decreto Nº 16.517, de combate à covid-19, em vigor desde o dia 06 de janeiro. As ações envolvem secretarias e autarquias.
De acordo com o comandante da Guarda Municipal (GMVR), João Batista dos Reis, no último fim de semana, os agentes realizaram ações no período noturno, em atendimento a denúncias recebidas pela prefeitura. Segundo ele, oito estabelecimentos foram notificados por não cumprimento o decreto.
Publicidade
“Além da aglomeração, foram identificadas diversos veículos em estacionamento irregular, e alguns bares utilizando calçadas e via pública para colocar mesas e cadeiras”, explicou Batista.
Segundo a diretora do departamento de Fiscalização de Atividades Econômicas, da secretaria de Fazenda (SMF), Elisângela Almeida, dos oito estabelecimentos notificados, três são reincidentes e podem ser interditados.
Publicidade
“Neste primeiro período, estamos orientando os proprietários e iremos nos reunir com os órgãos fiscalizadores do município. Com o resultado das ações e operações realizadas, vamos definir os próximos procedimentos”, afirmou Elisângela.
No sábado e no domingo, equipes da Guarda Municipal e da secretaria de Fazenda percorreram as feiras livres do Aterrado e da Vila Santa Cecília. Elisângela informou que os feirantes estão respeitando as resoluções do decreto, como o horário de desmontagem das barracas e não vender bebida alcoólica.
Publicidade
As fiscalizações do fim de semana aconteceram nos bairros Retiro, Aterrado, São Geraldo, Eucaliptal, Colina, Santo Agostinho e Vila Santa Cecília.
Em caso de dúvidas, os responsáveis pelos estabelecimentos devem entrar em contato com o setor de fiscalização, que funciona no térreo da prefeitura (Guichês 05 e 06) ou pelo telefone: (24)3345-4444. O número para denúncias de irregularidades é o 156.