Rede pública de Volta Redonda retorna às aulas remotamente no dia 3 de fevereiro - Reprodução
Rede pública de Volta Redonda retorna às aulas remotamente no dia 3 de fevereiroReprodução
Por O Dia
Volta Redonda - As aulas da rede pública municipal de Volta Redonda retornam a partir do dia 3 de fevereiro para os alunos da Secretaria Municipal de Educação (SME) e da Fevre (Fundação Educacional de Volta Redonda). O ensino será na modalidade remota por conta da pandemia de covid-19. A prefeitura, através SME, fechou uma parceria e vai utilizar a plataforma Google for Education, que é gratuita.
“É um processo de mudança, estamos dando um passo de cada vez e buscando soluções. O objetivo é fazermos uma transição responsável para que os estudantes e professores consigam se adaptar e melhorar a qualidade do ensino nesse período de pandemia”, explicou a secretária municipal de Educação, Tetê Gonçalves.
Publicidade
A partir do dia 3 de fevereiro, estará disponível o site www.smevr.com.br – um espaço virtual, onde os alunos poderão se ambientar e acessar materiais produzidos pelos professores, e os docentes também serão capacitados para utilizar a nova plataforma. Os dados de acesso à plataforma Google Classroom também estarão disponíveis no endereço eletrônico.
De acordo com a SME, o site vai funcionar como uma migração para a nova ferramenta, permitindo um tempo de adaptação. Todo o material para os alunos será elaborado pelos profissionais da rede pública. As aulas remotas pelo Google Classrom começarão no dia 22 de fevereiro. Para quem não tiver acesso à internet, será disponibilizado material impresso.
Publicidade
Secretária de Educação de VR, Tetê Gonçalves - Divulgação
Secretária de Educação de VR, Tetê GonçalvesDivulgação
Em relação a um possível retorno das aulas presenciais, Tetê Gonçalves esclareceu que, se as medidas de combate e prevenção ao coronavírus forem atualizadas e permitam a volta dos estudantes em segurança, o retorno será gradual.
Publicidade
“Estamos prontos para trabalhar com ensino remoto até o fim do ano, cumprindo todas diretrizes do MEC (Ministério da Educação). Se as condições permitirem, poderemos implantar um sistema híbrido, com presencial e remoto, até a volta presencial para todos”, frisou Tetê.
Segundo o prefeito Antônio Francisco Neto, a prioridade é a segurança de todos e que a prefeitura está trabalhando no sentido de atender da melhor forma possível alunos e profissionais da educação.

“A reconstrução da nossa cidade passa por mudanças também na educação e a equipe da secretaria está empenhada para garantir um ensino de qualidade para nossos jovens e crianças”, ressaltou Neto.