Saae -VR investe na modernização de equipamentos e sistemas de abastecimento e distribuição de água
Saae -VR investe na modernização de equipamentos e sistemas de abastecimento e distribuição de água Divulgação
Por O Dia
Volta Redonda - O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Volta Redonda (Saae-VR) realiza investimento na modernização de equipamentos e sistemas de abastecimento e distribuição de água em diferentes bairros da cidade. Na semana passada, foi ampliada a capacidade de captação de água do reservatório do bairro Laranjal, o que vai gerar maior volume a ser distribuído para os bairros Siderópolis, Jardim Esperança e parte do bairro Sessenta.
Segundo o diretor-ajunto da autarquia, Silvino Gandos, novos investimentos se fazem necessários para suprir a demanda devido ao crescimento do município.
“Até o momento nesse mês de março não tivemos nenhuma dificuldade em relação ao abastecimento desses bairros e em condições normais, ou seja, quando não existem intercorrências, não há falta d’água no local, porém observamos que os bairros têm crescido. Estamos trabalhando na prevenção para evitar a interrupção do serviço”, explicou Silvino esclarecendo que, por se tratar de uma rede automatizada, as bombas são acionadas quando o reservatório apresenta consumo e são desligadas após encher completamente o reservatório.
O chefe de divisão do Centro Integrado e Controle de Água e Esgoto do Saae, do reservatório do bairro Laranjal, André Filipe Alves Paiva, explicou que ao aumentar a sua capacidade e velocidade de captação direta da ETA Belmonte, o sistema ganhou mais velocidade e força para aumentar a quantidade na distribuição da água tratada os moradores beneficiados.
Publicidade
“A capacidade de armazenamento é de seis milhões de litros divididos em quatro caixas coletoras”, informou.

Reservatório dos bairros Açude I, II, III e IV - Moradores do complexo do Açude (I, II, III e IV) serão beneficiados com a ampliação do reservatório de água potável na localidade. Equipes da autarquia já iniciaram a fase de teste que vai triplicar de 500 mil litros para 1,5 milhão de litros a capacidade de armazenamento e distribuição da água. Essa fase durará em média 30 dias. Depois deste período, o reservatório começará a operar com a nova capacidade. A obra foi realizada com recursos de um convênio com o Governo Federal no valor de R$821.883,09.
Nova Beira-Rio - O diretor-ajunto do Saae-VR, Silvino Gandos, ainda ressaltou que um projeto de substituição do sistema de rede de água na Beira-Rio está em elaboração e entrará em fase de licitação em breve.
Publicidade
“Quase todos os bairros da margem esquerda do Rio Paraíba do Sul são abastecidos por essa rede. Então quando há algum rompimento, por exemplo, muitos moradores ficam prejudicados. Nossa previsão é de que até o fim do ano consigamos melhorar o serviço dessa rede e, consequentemente, reduzir os problemas de abastecimento que acontecem nesses bairros quando há algum reparo a ser feito no local”, explicou.