Botafogo

Após "castigo", Sassá celebra estreia na Libertadores pelo Botafogo

Com 14 gols em 2016, Sassá viveu o seu melhor momento no clube e, com a cabeça no lugar, tem potencial para recuperar seu espaço

Rio - O puxão de orelha em Sassá surtiu efeito. Reintegrado e inscrito na Libertadores, o atacante ganhou uma nova chance contra o Estudiantes e contribuiu para a mudança do rumo do jogo. O repertório de dribles, pedaladas e arrancadas foi fundamental na construção da jogada que deu origem ao gol da vitória, marcado pelo companheiro Rodrigo Pimpão.

Sassá estreou com a camisa do Botafogo pela Libertadores Vitor Silva / SS Press / Botafogo

O afastamento de quase um mês foi importante para amadurecer, garante Sassá. O histórico de atrasos, indisciplinas e excessos na noite do Rio deixou uma importante lição.

“Aqui no Botafogo eu sei o carinho que a torcida tem por mim. No fim do ano, eu errei algumas coisas, mas agora estou mais maduro. Acho que os mesmos erros não vou cometer mais. Espero ter uma crescente e poder voltar a jogar”, disse Sassá, que discute a prorrogação de seu contrato até 2019.

O técnico Jair Ventura comemora o ‘reforço’. Com 14 gols em 2016, Sassá viveu o seu melhor momento no clube e, com a cabeça no lugar, tem potencial para recuperar seu espaço.

“Tive uma conversa bem dura com Sassá. Eu estava arrasado pelo Sassá não estar no melhor momento. Ele deu o meu primeiro título no sub-20. E vai ajudar muito o Botafogo”, prevê Jair.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie