Botafogo

Roger critica Botafogo por não pagar tratamento de tumor e presidente rebate

Jogador se disse magoado com o clube; Carlos Eduardo Pereira afirmou que o Glorioso se prontificou a arcar com os custos da operação do atleta

Rio - Definitivamente a saída do atacante Roger do Botafogo não terá clima amistoso. Liberado pela diretoria alvinegra, o jogador fez muitas críticas a forma como o clube carioca lidou com o tratamento do tumor benigno que o jogador retirou. Segundo o atleta, que acertou com o Internacional, o Glorioso não quis arcar com os custos e acabou o magoando.

"O Botafogo poderia oferecer o melhor contrato da minha vida, eu ia não ficar. Recebi uma ligação um dia antes da minha cirurgia, o clube dizendo que fez uma reunião e que achava mais justo não pagar pela cirurgia. Isso me magoou muito.", afirmou.

Roger se disse magoado com o Botafogo Vitor Silva / SS Press

A declaração faz parte do programa "Bola da Vez" da "ESPN", que será exibido na próxima terça-feira, porém, uma prévia do programa foi divulgada pela emissora. Ao saber das declarações de Roger, o presidente do Botafogo entrou ao vivo por telefone na "ESPN" e criticou as declarações do atacante.

"O clube tem seguro de saúde que cobre todo o tratamento quando se contundem em relação a atividades profissionais. Como sofremos durante o ano com lesões e assumimos os problemas. O segundo ponto é que estamos em um país onde o sistema de saúde público não atende a maioria das pessoas, por isso muitos têm planos de saúdes para os familiares, que tratam de outros tipos de doença. O que se espera de jogador profissional com salário em dia, nível acima de R$ 100 mil, que tenha plano de saúde para cuidar de si e de sua família. Não é obrigação do clube, teria que ser combinado na assinatura de contrato", disse.

Carlos Eduardo Pereira não descartou a possibilidade de acionar o jogador na Justiça.

"Vamos aguardar o programa, que será analisado pelo nosso departamento jurídico. Ele vai avaliar o que ainda cabe, uma vez que até o dia 31 de dezembro o jogador tem contrato com Botafogo", afirmou.

Depois do presidente alvinegro, Roger também entrou em contato com a emissora. O jogador se disse chateado com o ocorrido, mas afirmou que não voltaria atrás com as declarações. No fim, o atacante ainda revelou ter provas de que o clube não arcou com o tratamento do seu tumor.

"Acho que o presidente está um pouco mal-informado. Porque o Cacá me ligou um dia antes da cirurgia dizendo que o Botafogo iria custear 50%. E foi isso que eu falei no "Bola da Vez". E disse que 50% eu não queria, que sempre me doei 100%, nunca joguei 50%. Disse também que fiquei chateado com isso e que iria pagar tranquilamente. Após uma reunião do Carli, João Paulo e Jair, o clube resolveu pagar toda a cirurgia. A verdade é essa e tenho provas. Não quero levar isso adiante, mas não vou passar por mentiroso", concluiu

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie