Flamengo

Faixa carimbada! Flamengo mostra vontade, vence o Corinthians e alivia pressão

Mancuello, Diego e Vizeu fizeram os gols do time, que se mantém no G7 e ganha moral para a semifinal da Sul-Americana, na próxima quinta. Nota negativa foi a briga entre Vizeu e Rhodolfo

Rio - A habitual panela de pressão da Gávea e do Ninho do Urubu está em fogo baixo. Após uma semana tumultuada, o Flamengo mostrou vontade (até demais), venceu o campeão Corinthians por 3 a 0 neste domingo, na Ilha do Urubu, e carimbou a faixa do clube paulista.

O Fla fez o resultado no primeiro tempo, com gols de Mancuello, Diego e Vizeu e se manteve no G7 do Brasileirão. A nota negativa foi a briga entre o atacante Felipe Vizeu e o zagueiro Rhodolfo, com direito a soco, cabeçada, xingamento e gesto obsceno.

O Rubro-Negro agora volta às atenções para o primeiro jogo da semifinal da Sul-Americana, contra o Junior de Barranquilla, quinta-feira, às 21h45, no Maracanã. Já o Corinthians faz a festa do título no próximo domingo, contra o Atlético Mineiro, em Itaquera.

O jogo: intenso e pilhado, Fla faz o resultado no primeiro tempo

As duas derrotas seguidas (para Palmeiras e Coritiba, ambas fora de casa) na semana do aniversário tornaram o Flamengo uma panela de pressão, com críticas da torcida, da imprensa e até internamente. Antes mesmo do jogo começar, os torcedores presentes na Ilha do Urubu vaiaram o time. O técnico Rueda fez importantes mudanças e surpreendeu, entrando com Mancuello e Geuvânio de titulares e colocando Éverton Ribeiro no banco.

Mancuello marcou o primeiro gol do Flamengo contra o Corinthians Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

E deu certo. O Rubro-Negro foi intenso, mostrou muita vontade e fez um primeiro tempo de almanaque contra um Corinthians visivelmente com o pé no freio.

Após muito pressionar, o primeiro gol saiu com Mancuello, aos 21 minutos. O argentino, que voltava para o time depois de dois meses sem jogar, limpou dois marcadores e acertou um chutaço no ângulo direito de Cássio. Aos 32, Geuvânio fez boa jogada individual e foi derrubado na área por Pablo. Diego converteu e fez 2 a 0.

O Flamengo queria mais e faria o terceiro, mas sem antes o grande momento, e negativo, do jogo: aos 44, em uma jogada de escanteio, Romero quase diminuiu para os visitantes. Depois do lance, o zagueiro Rhodolfo e o atacante Felipe Vizeu se desentenderam bastante. O defensor deu um soco nas costas e uma cabeçada no atacante. O goleiro Diego Alves precisou segurar Rhodolfo.

Mas no lance seguinte, Vizeu fez bonita jogada e bateu no canto de Cássio, fazendo 3 a 0. Na comemoração, o atacante virou-se para trás e mostrou o dedo médio, proferindo palavrões, em direção ao zagueiro.

Felipe Vizeu comemora mostrando o dedo para Rhodolfo Reprodução/Premiere

No segundo tempo, o Fla voltou mais calmo, mas o Corinthians ficou próximo de fazer seu gol, com Jô, aos 6. Aos 18, Diego Alves fez boa defesa em chute de Marquinhos Gabriel e Arão, aos 23, tirou de cabeça, em cima da linha, o que seria um gol certo corinthiano.

O único destaque da segunda etapa do Rubro-Negro foi a entrada do atacante Lincoln, de apenas 16 anos, que foi a campo no lugar de Vizeu. O menino, entretanto, pouco tocou na bola. Mas a festa, ou melhor, o alívio rubro-negro já estava garantido, com direito a "olé" das arquibancadas, selando a paz entre time e torcida. Pelo menos, até quinta-feira.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 3 x 0 CORINTHIANS

LOCAL - Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro (RJ)

PÚBLICO - 12.293 pagantes (13.491 no total)

RENDA - R$ 294.198,00

ÁRBITRO - Wagner Reway (Fifa/MT)

FLAMENGO - Diego Alves; Pará, Rhodolfo, Rafael Vaz e Trauco; Cuéllar, Willian Arão e Diego; Geuvânio(Everton Ribeiro), Felipe Vizeu (Lincoln) e Mancuello (Rodinei). Técnico: Reinaldo Rueda.

CORINTHIANS - Cássio; Léo Príncipe, Pablo, Balbuena e Marciel; Gabriel, Fellipe Bastos (Giovanni Augusto), Camacho, Marquinhos Gabriel (Pedrinho) e Romero (Rodrigo Figueiredo); Jô. Técnico: Fábio Carille.

GOLS - Mancuello, aos 21, Diego (pênalti), aos 32, e Felipe Vizeu, aos 45 minutos do primeiro tempo.

CARTÕES AMARELOS - Geuvânio, Pará, Rhodolfo e Rafael Vaz (Flamengo); Marquinhos Gabriel, Giovanni Augusto, Romero e Léo Príncipe (Corinthians).

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie