Facebook libera ferramenta que colore foto na rede em apoio ao casamento gay

Casa Branca também aderiu à febre na rede social e mudou a foto de perfil. Obama diz que decisão é 'vitória para a América'

Por O Dia

EUA - Após a Suprema Corte dos Estados Unidos autorizar o casamento gay em todo o país, nesta sexta-feira, o Facebook liberou uma ferramenta que colore a foto do perfil das pessoas na rede social com as cores da bandeira da causa gay. A ferramenta se tornou febre e milhares de pessoas pelo mundo, entre anônimos e famosos, já demonstraram apoio à causa. O próprio Mark Zuckerberg, diretor-executivo da rede social, mudou as cores de sua foto de perfil.

O Google também comemorou a notícia com uma ação parecida. Ao fazer uma busca por termos como "gay marriage" (casamento gay), "same-sex marriage" (casamento entre pessoas do mesmo sexo) e "Supreme Court gay marriage" (Suprema corte casamento gay), o site estiliza o logotipo da empresa.

Suprema Corte dos EUA autoriza o casamento gay em todo o país

Celebridades comemoram aprovação do casamento gay nos Estados Unidos

Casa Branca também aderiu à febre na rede social e mudou a foto de perfil em apoio ao casamento gayReprodução Facebook

A Casa Branca também aderiu à febre na rede social e mudou as cores da foto de perfil. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, comentou que a decisão de autorizar o casamento gay no país representa uma “vitória para a América”.

Para mudar a foto do perfil com as cores do arco-íris, basta se logar no Facebook e acessar a página: www.facebook.com/celebratepride.

A decisão do Supremo dos EUA

O tribunal decidiu, por 5 votos a 4, que as garantias constitucionais do devido processo legal e da proteção igualitária nos termos da lei significam que os Estados não podem proibir os casamentos de pessoas do mesmo sexo. Com o veredicto, o casamento gay se tornará legal em todos os 50 Estados da nação.

O criador do Facebook alterou sua foto de perfil na rede social para uma imagem com as cores do arco-íris em comemoração a aprovação do casamento gay nos EUAReprodução Facebook


Últimas de _legado_Mundo e Ciência