Rio

Intenso tiroteio assusta moradores do Morro do Juramento

De acordo com PM, acontece um confronto entre criminosos de facções rivais

Rio - Um intenso tiroteio assustou moradores do Morro do Juramento, na Zona Norte do Rio, na tarde desta quarta-feira. De acordo com a Polícia Militar, um confronto entre criminosos de facções rivais ocorreu por várias horas na região. Policiais do 41º BPM (Irajá) foram acionados para o local. 

Nas redes sociais, moradores da região relatam momentos de tensão e medo. "Eu moro na Vila Kosmos. Está apavorante!", escreveu uma. "Muitos tiros na avenida Vicente de Carvalho", comentou outro. 

Vídeo: 

Segundo relatos enviados ao WhatsApp O DIA (98762-8248), pais, alunos e funcionários da Escola Municipal Sergipe estão abrigados na unidade de ensino. Em nota, a Secretaria Municipal de Educação informou que não houve interrupção no funcionamento das escolas e afirmou que quando os confrontos ocorreram os alunos já estavam nas unidades ou já haviam encerrado suas aulas. Já os estudantes em aula ficaram resguardados nas escolas e só foram liberados após a chegada dos responsáveis. 

Carro de morador ficou crivado de balas Reprodução Vídeo

O Centro de Operações da Prefeitura (COR) pediu que motoristas evitem a região da Avenida Martin Luther King Jr., devido à operação policial. De acordo com o Metrô Rio, por medida de segurança um acesso da estações de Vicente de Carvalho e Tomás Coelho foi fechado, mas o serviço opera normalmente. Os confrontos acabaram por volta das 20h30 e, até às 22h40, não haviam recomeçado.

Cinco suspeitos morreram no Morro do Juramento neste sábado

Cinco suspeitos morreram em confronto com policiais militares do 41º BPM (Irajá), na manhã deste sábado no Morro do Juramento.  O objetivo da operação, segundo a PM, era prender criminosos envolvidos na morte do comerciante Augusto Alves, de 24 anos, na última terça-feira. Ele estava acompanhado da esposa e do filho de apenas nove meses no carro da família quando foi surpreendido por bandidos.

Segundo a PM, um dos feridos de identificado apenas como "Cabeça", que seria um dos líderes do tráfico na região, morreu no local. Os outros cinco feridos foram socorridos para o Hospital Estadual Getúlio Vargas. Destes, quatro morreram. Entre eles estavam os criminosos conhecidos como "Japona" e "PL da Serrinha".

“Japona” teve suas imagens difundidas nas redes sociais em 2014, quando foi flagrado portando um fuzil na Avenida Edgar Romero, em Madureira. Com eles foram apreendidos um fuzil modelo AK 47, quatro pistolas, quatro granadas e três rádio transmissores. O material foi levado para a Cidade da Polícia, no Jacarezinho.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie