Rio

Família enterra corpo errado após falha de hospital em Duque de Caxias

Direção da unidade disse que abrirá uma sindicância para apurar o caso

Cesar Carvalho Lobo, de 74 anos, morreu por complicações renais Reprodução Facebook

Rio - Um erro na liberação de um corpo no Hospital Caxias D'or, na Baixada Fluminense, fez com que uma família velasse e realizasse o enterro de um desconhecido na tarde desta quarta-feira, no Cemitério Raiz da Serra, em Duque de Caxias. A denúncia foi feita pela família do aposentado Cesar Carvalho Lobo, de 74 anos. A direção do hospital informou que abrirá uma sindicância para apurar o caso. 

O idoso sofreu complicações renais em decorrência de diabetes e morreu no Caxias D’or na terça-feira. O reconhecimento e a liberação do corpo foram realizados por filhos do aposentado no mesmo dia. No entanto, um erro interno na liberação teria provocado a troca de cadáveres. Segundo a família, o corpo errado era de uma mulher.

O sobrinho do aposentado, Marco Moreira, notou que havia algo errado durante o velório. Ele não reconheceu a pessoa no caixão como sendo o tio. Ele disse comentou com parentes que o rosto parecia diferente. “Todos estranharam, mas no calor da emoção e com apenas um pedaço do rosto exposto por causa das rosas sobre o corpo, as pessoas acharam que deveria sim ser o meu tio. Alguns justificaram que o rosto estaria diferente porque as pessoas perdem sangue quando morrem”, lembrou. Segundo Marco Moreira, pelo menos cem pessoas participaram da cerimônia.

Segundo Moreira, funcionários do hospital entraram em contato com a família na manhã desta quinta-feira e informaram ter ocorrido um erro na liberação do corpo. “Essa confusão gerou um grande transtorno para a minha família. Meus primos disseram que o corpo do meu tio continua no mesmo lugar. O hospital se desculpou e disse que houve um erro interno. Eles se comprometeram a arcar com as custas de um novo enterro”, disse.

Moreira também contou que a unidade de saúde propôs a exumação do corpo enterrado e que a família da mulher sepultada por engano também foi chamada ao hospital. Uma reunião entre as duas famílias e a direção do hospital está prevista para a tarde desta quinta-feira para buscar uma solução para o impasse.

O Hospital Caxias D’or informou que está averiguando o fato e que está prestando toda assistência às famílias.

Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie