Mães empreendedoras

Mulheres desenvolvem empresas a partir de oportunidades de negócio que perceberam na rotina de cuidados com os filhos

Por *Luana Dandara

Mães empreendedoras
Mães empreendedoras -

Há quatro anos, a design de moda Monah Pressato, de 33 anos, foi mãe pela primeira vez. E junto com a pequena Malu veio o questionamento sobre sua posição no mercado de trabalho e o pouco tempo que teria pra ficar com a filha. A solução encontrada pela carioca foi começar a produção de acessórios infantis em casa, com estampas diferenciadas e exclusivas. O empreendimento deu tão certo que, do ano passado para cá, a venda dos itens dobrou.

Assim como Monah, diversas mães investiram em empresas que criaram soluções para ajudar outras mães nos cuidados com os filhos. Segundo pesquisa da Rede Mulher Empreendedora, 75% das mulheres brasileiras abriram seus próprios negócios após terem filhos. Já o Sebrae constatou que, em 2018, pouco mais de 50% das novas empresas no Brasil foram criadas pelo público feminino. "O mercado é cruel e isso facilita uma mãe a se aventurar no empreendedorismo", lembrou Monah.

A empresa que ela criou é a loja online 'Coiseteria' (www.coiseteria.com), que ainda conta com dois pontos de venda, em Brasília e Curitiba. Os itens que produz são balanços, protetores de carrinho, trocadores portáteis e outros artigos para crianças, todos desenhados por ela e costurados por sua mãe, Miriam. "São produtos que senti a necessidade de usar com a Malu. A dificuldade é criar o laço com o cliente. Depois que ele vê que por trás da marca tem uma mãe, surge a empatia", acrescenta.

Os próximos passos de Monah são estabelecer uma parceria com uma fábrica e ampliar a distribuição para outros estados do país, como Minas Gerais e São Paulo. "Tenho uma rede de apoio materna muito legal e importante, as mães dão feedback dos produtos. Busco uma estética mais descolada, fora da ideia sexista de cores para meninos ou meninas. Acho que esse é o diferencial da marca", diz.

A profissional de marketing Miriam Vargas, de 41 anos, seguiu caminho semelhante. Ela aproveitou a paixão por viagens para criar uma agência focada em famílias com crianças, a 'Clube Mom's' (www.clubemoms.com.br). A ideia veio após o nascimento do seu segundo filho, Bernardo, de 7 anos. "Percebi a carência de informações e resolvi apostar. Como mãe, sei o que é relevante para outras mães num viagem com crianças pequenas", conta Miriam, que vende mais de 1000 pacotes de viagens por mês e conta com uma filial em Orlando, nos EUA.

A agência também oferece descontos nos passeios. "Decidi abrir o negócio no meio da crise, pois percebi que as pessoas substituíam as viagens por fins de semana em hotéis menores", disse Miriam, que também contou com apoio de amigas: "Fui crescendo com a indicação delas a outras mães".

Galeria de Fotos

Mães empreendedoras Paulo Henrique Lima
Agência de viagens 'Clube Mom's' foca em famílias com crianças Divulgação
Loja 'Coiseteria' vende artigos infantis com estampas descoladas Paulo Henrique Lima
Grasiela, do Clubinho de Ofertas, com a filha Julia, sua inspiração Divulgação

Comentários