Rei da noite: Danilo Gentili estreia nova temporada de seu talk-show no SBT

Apresentador diz que é gratificante saber que abriu a grade de outras emissoras para novos apresentadores

Por O Dia

Danilo Gentili nos bastidores do ‘The Noite'Leonardo Nones/SBT

Rio - Durante a infância em Santo André, cidade do Grande ABC paulista, Danilo Gentili só ia dormir após assistir ao programa ‘Jô Soares Onze e Meia’, exibido pelo SBT entre 1988 e 1999. Foi nesta época que ele sonhou que um dia comandaria um talk-show. Após estrear em 2011 como apresentador do ‘Agora É Tarde’, na Band, Danilo segue para sua terceira temporada à frente do ‘The Noite’, amanhã, na emissora de Silvio Santos, onde alcançou várias vezes o primeiro lugar na audiência, derrotando o ‘Programa do Jô’.

“Estou há dois anos ganhando da Globo e da Record. É gratificante saber que a grade das emissoras se abriu por minha causa, que elas estão correndo atrás e procurando similares para concorrer comigo no horário”, festeja o apresentador, que garante não ser dependente dos números do Ibope. “Desde a Band, entendo que audiência não é o forte. A gente divulga e comemora quando ela é boa, porque é bom para a emissora. Mas o mais importante é manter a liberdade”, completa.

Mas é bom Danilo ficar ligado, porque a concorrência vai contra-atacar com artilharia pesada. No segundo semestre, após as Olimpíadas, a Record colocará no ar nas madrugas de segunda a quinta-feira, antes do religioso ‘Fala que Eu Te Escuto’, o talk-show do humorista Fábio Porchat, que é integrante do grupo Porta dos Fundos e tem humorístico no Multishow. Já o desgastado ‘Programa do Jô’ terminará em dezembro deste ano e será substituído em 2016 por um talk-show do ator e humorista Marcelo Adnet, que está em alta na Globo e protagoniza o humorístico ‘Tá no Ar’.

“Vou sentir falta do Jô, claro! Estou acostumado a vê-lo desde criança. Ele é uma referência. Mas essas coisas marcam a gente, mostram que eu estou ficando velho”, diz Danilo, de 36 anos.

Por enquanto, o apresentador ainda não encara Porchat e Adnet como concorrentes. “Somos amigos, eles me falaram sobre os programas. Acho que fui a primeira pessoa para quem o Porchat contou que ia para a Record. Desejo muita sorte aos dois. E fico feliz por fazer parte da história da TV brasileira. Afinal, a Record só se interessou em fazer um talk-show por causa do meu trabalho”, alfineta.

Quando chegou ao SBT, Danilo não mostrou receio com as constantes mudanças na grade feitas por Silvio Santos. O programa entrou no ar atrasado algumas vezes, mas depois se estabilizou na grade. E o apresentador até ganhou elogio do ‘patrão’. “Fui a primeira vez ao programa do Silvio em 2014, e ele me elogiou, disse que minha contratação foi um acerto”, recorda ele, que ainda sonha em receber o dono da emissora em seu sofá.

No mais recente encontro, em outubro passado, no ‘Jogo dos Pontinhos’, Silvio deixou Danilo sem graça ao questionar sua vida pessoal. “Ele falou pra mim: ‘Nunca te vi com mulher. Você é bicha?’”, diverte-se ele, que não costuma falar de relacionamentos, é solteiro, mas revelou no programa ‘Luciana By Night’, na RedeTV!, ter perdido a virgindade aos 25 anos com uma moça que conheceu pelo Orkut após desistir de ser pastor.

Ter um chefe sem travas na língua, sem medo de pagar mico ou ser inconveniente, é motivo de aplausos. “O humor do Silvio é como o de uma criança, é inocente”, resume. É por essas e outras que o apresentador acha que os veteranos da TV estão mais interessantes do que os colegas da nova geração. “Pela primeira vez na história, acho que os jovens estão mais chatos do que os mais velhos. Me sinto mais à vontade, mais livre, com os velhos”, afirma.

Danilo também é do tipo que perde um amigo, mas não perde a piada. Por isso, exalta a liberdade no trabalho. “Quando comecei a fazer talk-show, queria renovar o formato, fazer um anti-talk-show. Gosto de tonteira. Acho que o brasileiro tinha a ideia de que talk-show é cabeça, cultural. Na Band, diziam que não daria certo, porque não tinha elenco para levar. No SBT, falavam que eu não teria horário fixo. Ouvia que só o Jô dava certo. Só cheguei até aqui porque tive liberdade”.


Quadros novos e brigas com Diguinho Coruja

A nova temporada do ‘The Noite’ estreia amanhã com o pacote completo: cenário e quadros novos. “Tento estabelecer um padrão de qualidade para o programa. A renovação é uma cobrança constante”, diz Danilo Gentili. Uma das atrações é um quadro em que o apresentador investiga casos ocorridos nas escolas. “Vou receber chamados dos alunos e solucionar crimes como quem desenhou a professora na carteira ou roubou a merenda do amiguinho”, adianta. As entrevistas continuam sendo o ponto alto do talk-show.

“Na primeira semana, vou levar o MC Bin Laden. E se Tom Cavalcante tiver alta (está internado com a gripe H1N1), prometeu me dar a primeira entrevista”, conta. As trocas de farpas com o locutor Diguinho Coruja também seguem firmes. “Se as pessoas acham que brigamos de verdade, não vou discutir com elas. Sabia que ele podia dar certo. Queria alguém que não me respeitasse, e o Diguinho se encaixou, não me respeita mesmo”, diverte-se.

Últimas de Televisão