Carrasco do Botafogo, Fred faz dois gols e garante vitória para o Fluminense

Atacante marcou o 13º gol contra o Alvinegro e passou de 300 na carreira. Agora, vantagem é tricolor, que pode empatar para avançar à final; Gol de Arão dá esperança ao Fogão

Por O Dia

Rio - Em mais um jogo entre Fluminense e Botafogo, o nome principal foi Fred. Na vitória por 2 a 1 do Tricolor, neste sábado, no Maracanã, o atacante se consagrou como artilheiro do Campeonato Carioca até o momento, com 11 gols marcados. Carrasco do rival, a estrela do número 9 brilhou e marcou duas vezes, chegando a 13 gols em 18 jogos contra o Bota. No fim do segundo tempo, porém, Arão diminuiu a vantagem do Flu e deu esperança ao Alvinegro.

Foi o gol de número 300 da carreira de FredAndré Mourão

Agora, a vantagem é do Fluminense. No segundo jogo da semifinal, o Tricolor pode até empatar que avança para a final do Carioca. O Botafogo precisa vencer por dois gols de diferença. Caso ganhe por um gol, a decisão irá para os pênaltis. O próximo duelo será no fim de semana - a Ferj ainda não divulgou se será sábado ou domingo.

FOTOGALERIA: Confira as imagens do clássico entre Fluminense e Botafogo

O primeiro jogo da semifinal prometia ser equilibrado. O Botafogo se classificou em primeiro lugar para as semifinais, conquistando a Taça Guanabara, já o Fluminense lutou até o fim para alcançar a classificação. Apesar disso, foi o Tricolor que venceu o primeiro Clássico Vovô do ano, por 3 a 1, pela oitava rodada do Estadual.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

No primeiro passo para chegar à decisão, o jogo começou regular para as duas equipes. No fim da etapa inicial, o Botafogo pressionou, mas quem achou o gol, aos 41 minutos, foi Fred. O atacante subiu sozinho e marcou o gol de número 300 de sua carreira. Aos 30 do segundo tempo, o artilheiro marcou novamente, desta vez de pênalti.

Aos 40 minutos do segundo tempo, o Botafogo ganhou novo fôlego quando Willian Arão diminuiu, após lançamento de Fernandes. O esforço não foi suficiente para salvar a partida para o Alvinegro.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

O jogo

A partida começou equilibrada, no Maracanã. Aos seis minutos o Botafogo teve a sua primeira jogada importante. Willian Arão lançou para Jobson, que bateu cruzado. Diego Cavalieri defendeu e jogou para escanteio.

LEIA MAIS: Fred destaca 'vitória merecida' e rebate 'senhores que falaram asneiras'

Na sequência da cobrança, foi a vez de o Tricolor chegar ao ataque. Jean colocou Lucas Gomes na frente, que se enrolou dentro da grande área e acabou perdendo a bola.

LEIA MAIS: René dá recado no insatisfeito Jobson: 'Vai para casa e se acalma'

Após a metade da etapa inicial, o Botafogo começou a pressionar o Tricolor. As principais chances foram do Alvinegro, com Bill, que finalizou mal, após falha do zagueiro Gum, e com Elvis, que cobrou falta perigosa. Apenas aos 27 o Fluminense ameaçou, quando Vinícius cobrou falta perto da grande área, e Renan fez boa defesa.

Mesmo com a pressão do Botafogo, quem encontrou o gol foi Fred, que após cruzamento de Gerson, subiu sozinho e mandou a bola para o fundo da rede. O gol de número 300 na carreira botou o atacante na artilharia do Carioca e o confirmou como carrasco do Alvinegro.

Fred já fez 13 gols em 18 jogos contra o BotafogoBruno de Lima

No início do segundo tempo foi a vez do Fluminense crescer no jogo e sufocar o Botafogo. Revigorado com a entrada de Marlone no lugar de Lucas Gomes, o Tricolor chegou três vezes seguidas ao ataque, obrigando o goleiro Renan a fazer boas defesas.

LEIA MAIS: Fluminense valoriza vitória, mas avisa: 'A vantagem é mínima'

Atrás no placar, o Alvinegro, que jogava por dois empates, começou a tentar impor seu ritmo de jogo, mas chegava sem eficiência à área de Diego Cavalieri. Já o Fluminense apresentava uma equipe mais organizada e objetiva.

LEIA MAIS: Botafogo não se abala com derrota e mantém confiança na classificação

A entrada de Marlone deu um novo fôlego ao time de Ricardo Drubscky. Aos 25, Wagner, que entrou no lugar de Renato, deu passe para Marlone, que finalizou por cima do gol de Renan. Na sequência, o Botafogo chegou com Arão, que bateu sem força, para Cavalieri defender.

Aos 27 do segundo tempo, o árbitro Leonardo Garcia Cavalero marcou pênalti para o Tricolor, por toque na mão de Gilberto. Fred foi para a bola e bateu firmemente no canto esquerdo de Renan, que acertou o lado, mas sem condições de defender. Foi o 11º gol do atacante no Estadual, o 301º na carreira.

Logo após sofrer o gol, René Simões fez a última alteração na equipe, colocando Fernandes no lugar de Elvis. O time ainda tentou reagir, com um gol de Willian Arão, aos 40 minutos, mas a partida terminou em 2 a 1. O volante quase se consagrou como herói e teve a chance de empatar, mas bateu por cima.

No fim do jogo%2C Willian Arão marcou e deu esperança ao BotafogoAndré Mourão

O Alvinegro agora terá que vencer o próximo jogo por dois gols de diferença para se classificar para a final. Se ganhar por um, a disputa vai para os pênaltis. Em caso de empate, a classificação fica para o Fluminense.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 2X1 BOTAFOGO

Estádio: Maracanã
Público e renda: 14.424 pagantes / 17.528 presentes / R$ 654.400,00
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro
Gols: Fred (Fluminense, aos 41' do 1ºT e 29' do 2ºT) e Willian Arão (Botafogo, aos 40' do 2ºT)
Cartão amarelo: Edson, Vinícius e Wagner (Fluminense), Carleto (Botafogo)
Cartão vermelho: -

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Renato (Wagner, aos 22' do 2ºT), Gum, Henrique (Victor Oliveira, aos 37' do 2ºT) e Giovanni; Edson, Jean, Vinícius e Gerson; Lucas Gomes (Marlone, no intervalo) e Fred. Técnico: Ricardo Drubscky

BOTAFOGO: Renan; Alisson, Renan Fonseca e Diego Giaretta; Gilbero, Willian Arão, Tomas (Rodrigo Pimpão, aos 15' do 2ºT) , Elvis (Fernandes, aos 30' do 2ºT) e Thiago Carleto; Jobson (Sassá, aos 9' do 2ºT) e Bill. Técnico: René Simões