Professores da UFRJ decidem pelo fim da greve que já dura dois meses

Docentes se reuniram em assembleia nesta sexta-feira, mas estudantes e funcionários ainda não deram fim ao movimento

Por O Dia

Rio - Em crise financeira, devido ao corte de mais de R$ 9 bilhões na Educação pelo governo federal, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) deve voltar às atividades. Nesta sexta-feira, os docentes da instituição decidiram pelo fim da greve que já dura 60 dias. 

Leia mais:

Greve ameaça matrículas na UFRJ e na UFF

UFRJ sofre com crise orçamentária e abandono de suas unidades

Universidades federais do Rio vão parar nesta sexta-feira

A decisão foi em uma assembleia realizada pela categoria no campus da Praia Vermelha. No entanto, a paralisação de técnicos do setor administrativo e de alunos da universidade continua. 

UFRJ está parada há dois meses com greve de todos os setoresCarlo Wrede / Agência O Dia

Todas as atividades na UFRJ foram totalmente suspensas no dia 27 de julho. Com a paralisação geral, o reitor da universidade decidiu interromper o calendário da instituição. Os serviços e novas datas serão divulgados após o encerramento total da greve. 


Últimas de _legado_Educação