Rio

Polícia prende cobradores de taxa de segurança da maior milícia da Zona Oeste

A dupla foi presa em flagrante quando cobravam comerciantes. Eles pertencem a milícia de Carlinhos Três Pontes, morto em abril

Rio - Agentes da Delegacia de Homicídios da Capital (DH-Capital) prenderam em Campo Grande, na Zona Oeste, na noite desta sexta-feira, dois homens acusados de pertencer a milícia de Carlinhos Três Pontes, morto em abril deste ano, considerado o maior grupo criminoso da região.

Segundo as investigações, Carlos Eduardo da Conceição Estrela, de 28 anos, e Leon Levi de Almeida Teixeira, de 27, foram presos em flagrante quando cobravam comerciantes da região a "taxa segurança". 

Milicianos foram presos em Campo Grande Divulgação

Os dois foram presos juntos dentro de um carro e Carlos Eduardo estava armado com uma pistola calibre 380 com numeração raspada. Os agentes também encontraram uma grande quantia dinheiro não revelada, caderno de anotações, talão de recibos e três telefones celulares.

De acordo com a especializada, os dois faziam sempre às sextas e aos sábados as cobranças compulsórias de comerciantes no bairro. As investigações apontam que eles pertencem ao mesmo grupo de milícia de Wellington da Silva Braga, conhecido como Ecko ou Didi. Ele é irmão de Carlinhos Três Pontes, morto em abril deste ano. 


Relacionadas

    Comentários

    Mais lidas

      Escolha do Editor

        Newsletter

        Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado

        • Anuncie também pelo DIAFONE(21) 2532-5000
        Anuncie