Eduardo Cunha pretende recorrer de decisão de Marco Aurélio nesta quarta

Decisão monocrática de Marco Aurélio entra em vigor a partir de sua publicação; Há na Câmara quatro pedidos de impeachment contra Temer

Por rafael.souza

Brasília -  O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), pretende recorrer ainda nesta quarta-feira, da decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou ontem que a Câmara aceite pedido de impeachment contra o vice-presidente da República, Michel Temer.

Segundo Cunha, o recurso ainda está sendo redigido e deve ser apresentado até às 19h. De acordo com a decisão de Mello, Cunha deve instalar imediatamente uma comissão para analisar o processo. O peemedebista já havia informado que recorreria.

Há na Câmara quatro pedidos de impeachment contra Temer e todos foram rejeitados pelo presidente da Câmara.

A decisão monocrática de Marco Aurélio entra em vigor a partir de sua publicação. Cunha deve ingressar com um agravo regimental em que declare que não cumprirá a decisão até a análise do caso pelo plenário do STF.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia