Paulistano pagará mais caro pela tarifa do ônibus a partir de amanhã

Os passageiros que carregarem os bilhetes até as 23h50 de hoje, poderão viajar pagando o valor antigo

Por Agência Brasil

Faixa de ônibus na rua da Consolação, região central de São Paulo.
Faixa de ônibus na rua da Consolação, região central de São Paulo. -

São Paulo - A tarifa básica do transporte público por ônibus na capital paulista vai passar de R$ 4 para R$ 4,30 a partir de amanhã, dia 7. O percentual de aumento, segundo a prefeitura, é baseado na inflação acumulada nos últimos três anos, de acordo com o IPC-Fipe, de 13,06%.

O valor da integração ônibus + trens, Metrô ou CPTM, será de R$ 7,21 até o dia 12 de janeiro e depois passará para R$ 7,48, já que os trens, que são responsabilidade do governo estadual, também sofrerão reajuste a partir do 13 de janeiro.

A prefeitura informa que o aumento foi aplicado porque durante dois anos, em 2016 e 2017, a tarifa não sofreu qualquer reajuste, mantendo-se no valor de R$ 3,80, o que impactou no orçamento. No ano passado, houve um aumento abaixo da inflação, elevando a passagem para R$ 4. Agora, de acordo com a prefeitura, houve a necessidade de “adequação da receita para reduzir o desequilíbrio do sistema”.

As gratuidades para idosos, estudantes e pessoas com deficiência serão mantidas.

Os passageiros que carregarem seus bilhetes até as 23h59 de hoje (6) poderão viajar pagando o valor da tarifa antiga até o crédito se esgotar.

O Bilhete Mensal somente para ônibus passará de R$ 194,30 para R$ 208,90. Já o Bilhete Diário comum (apenas para ônibus) passa de R$ 15,30 para R$ 16,40.

Os preços das passagens de trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e do Metrô sofrerão aumento de 7,5% a partir do próximo dia 13.

Últimas de Brasil