Sérgio Moro - José Cruz/Agência Brasil
Sérgio MoroJosé Cruz/Agência Brasil
Por ESTADÃO CONTEÚDO
Publicado 27/12/2019 16:50 | Atualizado 27/12/2019 16:50
Brasília - O ministro da Justiça, Sérgio Moro, criticou o plano para viabilizar a atuação do juízo de garantias em comarcas com apenas um juiz disponível. Segundo o projeto de lei (6.341/2019) sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, haveria um "sistema de rodízio de magistrados" para esses casos. Moro questionou: "Para mim é um mistério o que esse 'rodízio' significa. Tenho dúvidas se alguém sabe a resposta", escreveu em sua conta no Twitter.

Desde a sanção de Bolsonaro, Moro já havia usado suas redes para concentrar críticas à inclusão do juiz de garantias nos processos penais. Ao comentar a aprovação do PL na última quarta-feira, Moro escreveu que "apesar do juiz de garantias, há avanços".