Mais Lidas

Emprego: Há maior chance para varejo e serviços

Pesquisa prevê maior contratação nesses setores. Veja como se preparar

Por Marina Cardoso

VALE ESTA MAX
VALE ESTA MAX -

Rio - Para quem quer conseguir um emprego nos próximos meses, é preciso ficar de olho nas contratações no setor do comércio, pois de acordo com levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), até o fim do ano devem ser abertas cerca de 103 mil vagas até dezembro em todo o país, um aumento de 43,8 mil postos de trabalho em relação ao previsto ano passado. De acordo com especialistas ouvidos pelo DIA, o interessado precisa ter um currículo objetivo, ser comunicativo e "saber vender seu peixe", além de lidar com público em geral para disputar uma das oportunidades.

Segundo Anna Cherubina Scofano, coordenadora do curso de Analista em Recursos Humanos da FGV, quem busca uma vaga nos setores de varejo deve ter currículo claro e objetivo. O comércio é um dos setores com saldo positivo e fechou os últimos 12 meses até agosto com mais de 4,6 mil contratações, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) no Estado Rio.

"Os candidatos devem escrever exatamente a posição em que querem trabalhar, para o recrutador não ter dúvida. Ele precisa se mostrar como é no currículo e também pode dar referências. Nos setores de bares, restaurantes e hotelaria, que crescem muito neste período do ano, as pessoas se conhecem entre os estabelecimentos e ter recomendação ajuda muito", afirma.

Para a presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos do Rio de Janeiro (ABRH-RJ), Lucia Madeira, o trabalhador que vai concorrer a uma vaga no comércio deve ser comunicativo. "A pessoa precisa ser comunicativa, pois ela vai lidar com o público. Saber falar bem é essencial. Além disso, ela deve observar o clima da loja e como as pessoas se comportam para se encaixar adequadamente", orienta.

As vagas que devem abrir em redes do varejo podem ser uma boa oportunidade para quem enfrenta a contramão desses dados. Ainda no mesmo período dos últimos 12 meses, algumas cidades registraram altos índices de desemprego. Então, moradores do Rio, fiquem atentos, pois o município teve o maior número de postos fechados, com 5,951 (confira outras cidades no gráfico acima).

Maior contratação de ajudantes

Houve um aumento de 17% para 23% o percentual dos que contrataram ou devem contratar ao menos um novo colaborador. A principal justificativa para os reforços do quadro de funcionários é atender ao aumento da demanda neste período do ano, com 88% das menções.
 
"O número apresentou crescimento e pode sinalizar que o mercado de trabalho começa a reagir de forma mais efetiva diante da lenta melhora na atividade econômica. Embora o movimento ainda esteja longe de ser suficiente para fazer frente ao elevado número de desempregados no país, já há indícios de um reestabelecimento da confiança do empresário", analisa o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior.
 
As principais funções que devem ser abertas são as ajudante (31%), vendedor (26%), balconistas ou atendente de loja (9%), motorista (6%), caixa (4%) e estoquista (4%). A remuneração deve ser de até dois salários mínimos.
 
De acordo com CNDL, o perfil do profissional cobiçado terá média de 28 anos, com Ensino Médio completo e experiência na área.
 
4 mil vagas entre estágio e efetiva
 
Embora a pesquisa da CNDL/SPC Brasil estimem um aumento nas vagas, muitas empresas ainda não abriram os processos seletivos. Mas, quem está em busca de um trabalho pode concorrer às oportunidades abertas. Nesta semana, há mais de 4 mil chances disponíveis no Rio.
 
A prefeitura do Rio, por exemplo, está com 724 vagas. Os interessados devem ir a um dos Centros Municipais de Trabalho e Emprego para fazer a inscrição É necessário levar identidade, CPF, carteira de trabalho e PIS.
 
Hoje, a Comunidade Católica Gerando Vidas promove ação de emprego no Sindicato de Telefonia do Rio (Sinttel Rio), no Maracanã, com 460 oportunidades, e sexta-feira, na quadra da escola de samba do Arranco, no Engenho de Dentro, com 810 vagas.
 
Já a Faetec confirma concurso público para preenchimento de 209 vagas para cargos de nível Técnico, Médio e Superior. A previsão é que o edital seja publicado no início de outubro. Já o Centro de Integração Empresa-Escola no Rio de Janeiro (CIEE-RJ) tem mais de 1,8 mil vagas de estágio. O quadro varia a cada instante. Para se cadastrar, estudante deve procurar a unidade do CIEE/RJ, no Centro do Rio, telefone 3535-4545 ou www.ciee.org.br.

Colaborou a estagiária Larissa Esposito
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

VALE ESTA MAX ARTE O DIA
EMPREGOS NO RJ ARTE O DIA

Comentários