Sucesso na Carreira: Como agir em caso de assédio moral

Ele caracteriza-se por atentar contra a dignidade do trabalhador e o expor a situações constrangedoras, humilhantes e de desestabilização psicológica

Por thiago.antunes

Rio - Será que você já sofreu assédio moral no trabalho? Essa não é uma situação rara e alguns funcionários têm atitudes que podem ser classificadas como assédio moral. Denomina-se assédio moral o comportamento abusivo e repetitivo, durante tempo prolongado, praticado pelo superior hierárquico ou por outros funcionários.

Ele caracteriza-se por atentar contra a dignidade do trabalhador e o expor a situações constrangedoras, humilhantes e de desestabilização psicológica. Neste caso, a empresa pode ser responsabilizada por não fiscalizar a conduta de seus funcionários e sofrer ação trabalhista movida por quem foi importunado. Veja como agir em situações de assédio moral sem prejudicar seu emprego.

Pergunta e resposta

Sofro perseguição do meu gerente há cerca de dois anos. O que fazer para evitar a situação e me manter estável no emprego? Sérgio, Lapa

Olá, Sérgio! Vale esclarecer que o assédio moral não deve ser confundido com as broncas e conflitos eventuais do dia a dia. Caso a empresa tenha uma área de RH na qual você confie é possível denunciar o gerente com provas concretas e com o apoio dos colegas que porventura tenham sofrido assédio. Se tiver receio de represálias, outra opção seria o envio de carta anônima aos diretores. Se não encontrar apoio na sua empresa, reflita se realmente é um bom lugar para continuar trabalhando.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia