Brasileiros selecionam gastos para reduzir despesas, diz pesquisa

60% das famílias estão mudando os hábitos de consumo

Por thiago.antunes

Rio - Em época de crise, as famílias brasileiras estão selecionando os gastos para reduzir despesas. De acordo com pesquisa da empresa Nox4Think, encomendada pelo programa de benefício Dotz, 93% da população priorizam gastos com alimentação e medicamentos e 60% estão mudando os hábitos de consumo. O levantamento ouviu 915 pessoas de 8 a 17 de janeiro em sete estados do país.

Um caminho encontrado por 26% da população foi concentrar as compras em locais onde há possibilidade de acumular pontos e trocar por descontos ou produtos. Outra tática que vem sendo adotada para fazer o dinheiro render mais é usar as pontuações para pagar contas. Desde 2012, mais de R$14 milhões em despesas foram pagas com pontos, como mostra o levantamento. O salto de 2014 para 2015 foi de 33%.

Outros R$ 30 milhões em pontos foram usados na troca por vale-compras em supermercados. O aumento de 2014 para 2015, neste caso, foi de 94%. O engenheiro João Carlos Simões é um exemplo. “Economizei R$560 em compras, pagando com Dotz no supermercado Prezunic”, afirmou.

“O hábito de consumo também tem mudado no perfil da troca de pontos por produtos. Hoje, o vale-compras no supermercado, postos de combustível e a farmácia estão entre os segmentos mais trocados. Assim como tem aumentado o número de consumidores que usam esses créditos da fidelização para pagar contas como luz e telefone”, afirma Roberto Chade, presidente da Dotz, que no Brasil já conta com 18 milhões de usuários e está presente em 690 cidades.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia