5ª ENEF: A SEMANA QUE NÃO TERMINOU

Por

-

Números animadores mostram o avanço da educação financeira no Brasil. Boa parte dessa conquista se deve aos esforços do Conselho Nacional de Educação Financeira (Conef) e seus parceiros. Um desses esforços se converteu na Semana Nacional de Educação Financeira (Semana Enef), que já se consolidou como agenda ou evento de grande porte no calendário brasileiro.

Em 2018, a 5ª Semana Enef experimentou e atestou ainda mais a força das mídias sociais para a divulgação da educação financeira no país. O envolvimento de influenciadores digitais, bem como a maciça publicação de postagens nas mídias sociais por membros do Conef, ampliou significativamente o alcance do tema.

A 5ª Semana Enef contemplou este ano, entre os dias 14 a 20 de maio, 7.350 ações de educação financeira. O número é quase o dobro do ano passado (3.666 iniciativas). As ações presenciais e à distância alcançaram mais de 4 milhões de pessoas em todo o país. Todas as iniciativas foram gratuitas e desenvolvidas por 344 instituições e pessoas (eu inclusive) que promovem temas relacionados a finanças pessoais, consumo consciente, previdência, seguros e relação equilibrada com o dinheiro. As ações presenciais ainda representam mais que 90% das opções. Porém, as ações à distância possuem alcance muito maior, com quase 3,7 milhões de pessoas impactadas.

Os esforços englobaram os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal, contando com apoio de órgãos governamentais, instituições financeiras, entidades de classe, instituições de ensino, cooperativas, fundos de pensão, corretoras, seguradoras, consultorias, sites de educação financeira, influenciadores digitais e outros apoiadores. Os estados mais atuantes foram Goiás (1.503 ações), Paraná (1.377 ações) e São Paulo (935 ações). Enfim para maiores informações sobre educação financeira e seu potencial de contribuição ao fortalecimento da cidadania, conheça o site www.semanaenef.gov.br e, se sobrar tempo, conheça também o meu site www.facaaspazes.com.

Comentários

Últimas de Economia