Prazo de portabilidade passa de 5 para 10 dias

Bancos agora terão mais tempo para processar os pedidos do trabalhador para transferir o dinheiro da conta-salário para uma conta própria

Por O Dia

Resultado pode ser explicado pela melhora do resultado das empresas e na redução de suas compensações de débitos
Resultado pode ser explicado pela melhora do resultado das empresas e na redução de suas compensações de débitos -

Rio - Os bancos agora terão mais tempo para processar os pedidos do trabalhador para transferir o dinheiro da conta-salário para uma conta própria. Na quarta-feira o Conselho Monetário Nacional (CMN) aumentou esse prazo de cinco para dez dias úteis.

Regulamentada no início do ano, a portabilidade salarial representa a transferência gratuita de dinheiro da conta-salário, onde o empregador deposita os proventos do trabalhador, para a conta de preferência do empregado, independentemente da instituição financeira.

Em nota, o Banco Central (BC) informou que o prazo mais longo facilitará as verificações necessárias pelas instituições financeiras. Pelas novas regras, que entraram em vigor em julho, cabe à instituição que receberá os recursos transferidos processar os pedidos do trabalhador e verificar a autenticidade das informações fornecidas.

Aberta pelo empregador em nome do empregado, a conta-salário recebe depósitos apenas da empresa. O trabalhador tem direito à aquisição de cartão para movimentar a conta, a cinco saques, duas consultas de saldo e dois extratos por mês de graça.

Comentários

Últimas de Economia