A capacitação promovida pelo Sebrae é voltada para pequenos empresários e microempreendedores individuais durante toda semana - Divulgação
A capacitação promovida pelo Sebrae é voltada para pequenos empresários e microempreendedores individuais durante toda semanaDivulgação
Por MARTHA IMENES e MARINA CARDOSO
A semana será agitada e cheia de novidades para quem quer empreender: de amanhã à sexta vai rolar a Semana do Microempreendedor Individual, voltada aos segmentos de beleza, alimentos, economia criativa, construção civil e moda. O evento, feito pelo Sebrae, tem como objetivo oferecer gratuitamente capacitações gerenciais e orientações a quem já tem uma empresa ou quer montar o próprio negócio. As inscrições devem ser feitas no site www.sebrae.com.br, onde é possível conferir a programação completa da Semana do MEI, que ocorre paralelamente à Semana Nacional de Educação Financeira (Enef) para promover ações voltadas ao tema.
A programação inclui palestras, oficinas e orientações técnicas. As atividades presenciais vão acontecer em toda a rede de atendimento do Sebrae RJ, que contempla 14 municípios fluminenses.
Publicidade
A expectativa da instituição é atender cerca de 4,5 mil clientes, entre MEIs e potenciais empresários de todo o estado. A programação completa prevê um total de 196 eventos sobre temas como gestão, formação de preço, orientações sobre crédito, controle de estoque, marketing e estratégias para melhorar o negócio por meio das redes sociais.
LEVANTAMENTO
Publicidade
Segundo levantamento do Sebrae, o Estado do Rio tem atualmente 963.558 MEIs. Desses, 409.518 atuam na capital. A atividade mais frequente é a de cabeleireiro, seguida do comércio varejista de vestuário e acessórios.
E foi justamente a beleza que levou Vivian Alvarenga, 36 anos, a virar microempreendedora há menos de um ano. "Decidi sair da área financeira para me dedicar a maquiagem, para atender noivas e debutantes. Hoje, sou meu próprio financeiro, e minha renda é o dobro do que recebia anteriormente. No começo foi mais difícil, pois até atingir o valor de salário fixo que eu tinha demorou e ainda tive que custear todo meu material, porém não me arrependo", explica.
Publicidade
Já o representante de suplementos Bernar Vailant, de 29 anos, abriu uma microempresa há um ano e meio devido exigência do trabalho. "Como faço distribuição de suplementos para algumas empresas, eles exigiram que tivesse CNPJ, para emitir nota. Foi um processo natural, pois já estava nesse trabalho e foi uma forma de me formalizar", explica.
Oriunda do Projeto Fortalecimento dos Setores de Sorvetes Artesanais da Região Metropolitana, Karen Rangel, é dona da empresa "Karolé Sacolé Gourmet".
Publicidade
Após ser demitida de uma empresa de grande porte, acreditou no potencial do sacolé que fazia para o filho e viu nisso uma forma de empreender e trabalha por conta própria. "Como não tinha conhecimento em todas as áreas do negócio, obtive ajuda do Sebrae no projeto Sebrae Sorvetes", diz.
Pela primeira vez, evento vai oferecer palestras gratuitas digitais
Publicidade
O empreendedorismo é extremamente importante para a economia de um país e no Brasil isso não é diferente. Afinal, para tirar uma ideia do papel e torná-la realidade é preciso bastante atenção, estudo e preparo desde o início. Pela primeira vez, durante a Semana do MEI, o Sebrae Rio oferecerá palestras gratuitas digitais (webinar, ao vivo, com interação da audiência pelo Youtube e Facebook).
O formato digital atende a uma demanda dos próprios empreendedores que normalmente trabalham sozinhos e não têm tempo para sair da sua atividade diária. De segunda a sexta, haverá palestras sobre beleza, alimentos, economia criativa, construção civil e moda, além de outras temas.
Publicidade
A semana terá um total de 190 eventos presenciais sobre temas de gestão formação de preço, orientações sobre crédito, controle de estoque, marketing, como utilizar as redes sociais para melhorar o negócio, entre outras.
Confira toda programação dos cursos presenciais e agende-se: https://bit.ly/2Y3KntK.
Publicidade
O Rio de Janeiro é o segundo maior estado em quantidade de MEI, contando com 11,6% do total do país, conforme dados do Portal do Empreendedor.
A distribuição do MEI por sexo é bem homogênea, sendo 50,5% do sexo feminino, e 30,1% deles têm idade na faixa de 31 a 40 anos. Como a empreendedora Jaciana Melquiades, 35 anos, da empresa "Era Uma Vez o Mundo", marca de brinquedos educativos, com foco em bonecas negras.
Publicidade
Dois meses após o parto, de licença-maternidade em uma empresa que não tinha nada a ver com seus objetivos, ela pediu a máquina de costura de presente.
"Antes já costurava esporadicamente, mas a partir dali comecei a fazer bonecos, desenhar moldes e, timidamente, perseguir o caminho de um mundo mais igualitário para as crianças do país inteiro", conta.
Publicidade
Obrigações legais na pauta
As obrigações legais dos microeemprendedores individuais também estarão na pauta do encontro promovido pelo Sebrae. Uma delas é a entrega da declaração de faturamento anual.
Publicidade
A legislação estabelece que o microempreendedor precisa informar à Receita o faturamento bruto da atividade desempenhada por ele no ano anterior.
O prazo da declaração termina no dia 31 de maio e durante o evento os participantes poderão realizar o procedimento com o apoio de técnicos do Sebrae.
Publicidade
Jornada fará troca de experiências
Uma das novidades da semana é a Jornada de Experiências com o MEI, um bate papo com microempreendedores que vão compartilhar suas histórias e aprendizados no mundo dos negócios, relatando os desafios enfrentados no dia a dia, estratégias para resolver problemas e os instrumentos que utilizam para se diferenciar no mercado.
Publicidade
Além dos serviços oferecidos pelo Sebrae, os microempreendedores e potenciais empresários também poderão obter informações junto a diversos órgãos públicos que estarão presentes ao evento.
Um outro atrativo é a realização de um seminário de crédito, oferecendo aos empreendedores a oportunidade de conhecer as melhores linhas de microcrédito do mercado e descobrir os produtos e serviços das instituições financeiras.